Filhos decidem doar os órgãos da mãe, em um gesto de nobreza

Taís Nichelle, com imagens de Laffite Guimarães

Guarapuava – A perda de um ente querido é, com certeza, um dos momentos mais difíceis de serem enfrentados ao longo da vida. Em meio a tanta dor, tomar decisões não é nada fácil, mas optar pela doação de órgãos é um gesto que, além de nobre, salva vidas. 

Confira na reportagem o belo exemplo da família de Lurdes Neri Kerkhoff, que faleceu na última terça (08), aos 64 anos.

 

MAIS VÍDEOS

Comentários