Um dos clipes mais festejados da década de 90 foi "Freedom 90", de George Michael. A gente relembra

Jonas Laskouski

Realmente 2016 é o ano que não acaba, hein. Depois de David Bowie e Prince, morreu aos 53 anos de idade, o britânico George Michael. 

Dono de hits incríveis como 'Faith', 'Fast Love', 'Too Funky', 'Star People', 'Jesus To a Child', 'Careless Whisper', dentre vários outros, George Michael fez história na música, ao lançar o clipe de 'Freedom '90', na década de 90. A música por si só já era incrível e de repente, o clipe é lançado na MTV, numa época em que os videoclipes eram mais que festejados. O lançamento era um verdadeiro acontecimento e foi assim com 'Freedom '90, um dos mais caros para o seu tempo – não pela produção – mas pelos cachês das modelos que participaram. Eram as topmodels mais celebradas e elas estavam juntas num único vídeo; Naomi Campbell, Linda Evangelista, Christy Turlington, Cindy Crawford e Tatjana Patitz. Claro, sentimos falta de Claudia Schiffer, Kate Moss e Eva Herzigova. Mas as outras bastaram. Fizeram companhia ainda, os bonitões John Pearson, Mario Serrenti e Peter Formby.

George Michael não aparece no vídeo. Ele quis se desvencilhar da imagem de sex symbol imposta por sua gravadora e inclusive no video queima todos os símbolos que remetem à fase anterior de sua carreira – é seu anúncio de "liberdade" (daí o título da música).

Relembre na RedeSul TV, esse sucesso épico de um dos artistas mais talentosos que nos deixa em 2016. RIP, George Michael.

MAIS VÍDEOS

Comentários