12º Grupamento de Bombeiros de Guarapuava tem 10 militares com covid

Outros 33 bombeiros tiveram resultado negativo. De acordo com o 12º Grupamento, nos próximos dias todos os serviços devem voltar à normalidade

12º Grupamento de Bombeiros de Guarapuava tem 10 militares com covid (Foto: Arquivo/RSN)

O Comandante do 3º CRBM, Tenente-coronel Gelson Marcelo Jahnke informou em nota oficial nesta quarta (7), que o 12º Grupamento de Bombeiros de Guarapuava tem 10 bombeiros infectados pela covid-19. De acordo com o comando, os militares estão em constante monitoramento e sem a necessidade de internamento em rede hospitalar.

Além das 10 confirmações, sete bombeiros aguardam resultado. Contudo outros 33 bombeiros apresentaram resultado negativo. De acordo com o Comando do 12º Grupamento de Bombeiros, com a identificação dos bombeiros que não foram infectados, nos próximos dias, todos os serviços postos à disposição da sociedade guarapuavana, voltarão a ser operacionalizados na totalidade.

CASOS

De acordo com a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, o primeiro caso ocorreu no dia 29 de setembro. “Um de nossos integrantes teve a informação que, pessoas com quem teve contato, tinham positivado para o covid-19. Preventivamente ele recebeu dispensa do serviço e orientação para permanecer em isolamento social”.

Entretanto, no dia 30 de setembro, um militar durante o serviço, queixou-se de febre e prontamente recebeu avaliação. Após atendimento na Upa do Batel, ele foi transportado ao município onde reside, onde fez consulta e agendou exames. No fim da manhã do dia 1º de outubro, ocorreu a primeira confirmação de um
integrante infectado. Além disso, conforme a assessoria, no início da tarde houve a notificação do segundo caso.

“Imediatamente, seguindo todos os protocolos e conforme recomendação dos órgãos de Saúde Municipal e Estadual, foram tomadas todas as medidas para o tratamento precoce dos positivados, bem como o isolamento de todos os bombeiros que tiveram contato com os casos positivados”.

Assim, conforme o Corpo de Bombeiros, todos os militares sintomáticos e os assintomáticos que tiveram contato com casos positivados da doença, ficaram isolados. “Além disso, houve a higienização e desinfecção do aquartelamento e monitoramento dos casos apresentados, buscando, com isto, restringir a transmissão do vírus para os demais bombeiros”

PRIORIDADE NOS ATENDIMENTOS

Contudo, devido ao afastamento de aproximadamente 50% do efetivo em Guarapuava, priorizou-se o serviço Operacional de Emergência, em especial o de Combate a Incêndios, Salvamentos e Resgates. Desta forma, não deixando a população de Guarapuava desprotegida em nenhum momento. Assim, o atendimento pré-hospitalar passou para o Samu.

Diante disso, houve interrupção no serviço não emergencial até o dia 9 de outubro de 2020. A data marca o fim do período de afastamento de boa parte dos militares confirmados. “Desde o dia 2 de outubro, respeitando os protocolos da saúde e as janelas imunológicas, com o apoio fundamental da Secretaria Municipal de Saúde, todos os integrantes do 12º GB, que prestam serviços na cidade de Guarapuava, passaram por testes”.

Conforme a assessoria, o objetivo era identificar eventuais casos de infectados assintomáticos. E assim, impedir a transmissão e fornecer atendimento médico hospitalar, caso fosse necessário, o mais rápido possível.

BOMBEIROS 108 ANOS

O Corpo de Bombeiros do Estado do Paraná, completa hoje (8) 108 anos de existência. Conforme a assessoria do Corpo de Bombeiros, “não à toa que tem altíssima credibilidade para com a sociedade, vez que ao longo da história sempre buscou atender os paranaenses com a melhor qualidade e presteza. De forma que não poderia deixar de manter a responsabilidade também neste momento crítico”.

Desta maneira, o 12º Grupamento de Bombeiros, com mais de 60 anos de sua criação, tomou medidas rigorosas e necessárias para garantir que nenhum bombeiro, eventualmente infectado com a covid-19, mesmo que assintomático, pudesse se tornar um possível vetor, assegurando a saúde e a vida dos cidadãos atendidos.

Além disso, só retornarão às funções quando estiverem totalmente reabilitados. Assim como, não poderia deixar que os integrantes e familiares ficassem sem o devido tratamento e atenção que o caso requer.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

DEU RUIM

Foragido de Pinhão é preso no Distrito de Entre Rios em Guarapuava

PRISÕES E APREENSÕES

PM prende traficantes e apreende drogas de vários tipos em Guarapuava

SOLIDARIEDADE

Hoje tem Feijoada Beneficente no 'Vidas por Vidas' em Guarapuava

Comentários