Alunos da rede estadual entram em recesso escolar a partir de amanhã

A Secretaria de Estado da Educação do Paraná anunciou que do dia 18 ao dia 26 de julho vai ser recesso escolar para os estudantes da rede estadual

Assim, do dia 18 ao dia 26 de julho vai ser recesso escolar para os estudantes da rede estadual (Foto: Reprodução/AEN)

Com a nova pandemia ocasionada pelo coronavírus os alunos passaram a ter aulas no modelo Educação a Distância (EaD). Entretanto, assim como no ensino presencial, o aprendizado e as atividades não pararam, exigindo dedicação constante por parte dos professores e alunos. Assim, a Secretaria de Estado da Educação do Paraná anunciou que do dia 18 ao dia 26 de julho vai ser recesso escolar para os estudantes da rede estadual.

A medida faz parte do calendário escolar e teve metade dos dias usados no início da quarentena, em março, quando ainda não havia aulas remotas. Desse modo, com o cronograma, a partir do dia 27 as aulas remotas retomam via Aula Paraná, que é o sistema de aulas não presenciais adotado pela secretaria. O Governo do Estado já está estudando recursos para o retorno às aulas presenciais.

Conforme o diretor de Educação, Roni Miranda Vieira, no período de recesso vão ser transmitidas reprises pela TV aberta para o aluno que, porventura, tenha perdido algum conteúdo no trimestre. “As reprises vão ser de conteúdos essenciais para o aprendizado. Se o aluno quiser reforçar conteúdo ou colocar em dia as atividades, também será uma boa oportunidade”.

Roni explica que as lives de formação produzidas diariamente para os professores do Paraná também vão ser interrompidas. “Nossos servidores fizeram um maravilhoso trabalho nos dois primeiros trimestres. Esse recesso é uma boa oportunidade para descansarem e recarregarem as energias”.

AÇÃO RÁPIDA DO GOVERNO

Além disso, segundo o secretário estadual da Educação, Renato Feder, graças a ação rápida do Governo do Paraná para a implantação das aulas remotas hoje os alunos e professores têm essa possibilidade de recesso de julho. “Fomos um dos primeiros a implantar um sistema on-line e, por isso, nossa grade curricular não foi prejudicada”.

Quando a quarentena começou, as escolas estaduais tiveram um recesso de duas semanas (final de março). No início de abril, a Secretaria implantava as aulas remotas para os 1,07 milhão de alunos da rede.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CURSO TÉCNICO

Ainda dá tempo de garantir uma vaga em um curso técnico do Senac

COVID-19

Universidades federais conduzem 1.260 pesquisas sobre covid-19

INOVAÇÃO

Centro Universitário UniGuairacá lança pós-graduação modular

Comentários