Aos poucos, água tratada começar a voltar em bairros de Pinhão

Entretanto a Prefeitura, a Defesa Civil e a Sanepar estão colocando caixas d'água em escolas e postos de saúde abastecidas por caminhões-pipas

Aos poucos, água tratada começar a voltar em bairros de Pinhão (Foto enviada por Vilson, do Mazurechen)

Aos poucos o abastecimento de água está retornando ao normal em Pinhão. Neste sábado (23), o fornecimento de água continua sendo feito pela captação do Poço do Gato. Isso permitiu o abastecimento para vários imóveis localizados na parte baixa da cidade. Conforme a Sanepar,  aproximadamente, 50% da população já está sendo abastecida normalmente.

Segundo a Prefeitura, esse é o caso do Mazurechen, Nossa Senhora Aparecida, Lindouro e algumas regiões do Centro da cidade. A previsão é de que, gradativamente, outros pontos da cidade comecem a receber água.

Entretanto, para que não haja desabastecimento nas casas, caixas d’água estão sendo fornecidas pela Prefeitura, Defesa Civil e Sanepar. Esses recipientes estão sendo colocados em escolas e postos de saúde e estão à disposição dos moradores.  Porém, segundo o prefeito Odir Gotardo, com a demanda o estoque de caixas d’água no mercado pinhãoense está zerado. Conforme o prefeito, as caixas que a Prefeitura tinha no estoque já foram colocadas, assim como outras levadas pela Sanepar, de Guarapuava.

O desabastecimento ocorre desde essa sexta (22) quando houve a interrupção pelo excesso de barro no Rio Tapera, manancial que abastece o município.

Assim, para que ninguém fique desprovido, a alternativa está sendo encher caixas d’água utilizando caminhões-pipas da Defesa Civil, Prefeitura e da Sanepar. A água é oriunda da estação de tratamento de Faxinal do Céu.

Prefeito Odir Gotardo (Foto: Reprodução/Facebook)

SÁBADO DE TRABALHO

Por conta desse problema, o sábado foi de muito trabalho para o prefeito e equipes parceiras. Porém, já no meio da semana máquinas da Prefeitura auxiliaram a Sanepar na recuperação da estação de tratamento que foi vandalizada. “Porém quando estava tudo certo e a água já começava a chegar nas casas, houve novo problema e o desabastecimento está sendo geral”.

De acordo com o prefeito, o momento é de minimizar o efeitos do desabastecimento para que as pessoas possam consumidor água potável. “Vamos torcer para que tudo volte ao normal o mais rápido possível. Depois vamos ver o que ocorreu. Agora precisamos cuidar da população”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

RETOMADA DA ECONOMIA

Shopping Cidade dos Lagos reabre nesta quinta (28) em Guarapuava

CAMPANHA NACIONAL

Vacina contra gripe alcança 79% do público alvo em Guarapuava

DESEMPREGO

Guarapuava fecha abril com saldo negativo, diz Caged

Comentários