Apoio de Ratinho Junior muda resultado das eleições em Guarapuava

Governador disse que 'costurou' politicamente a união de Cesar Filho com Fernando Ribas Carli. Veja também os vereadores não reeleitos

Apoio de Ratinho Junior muda resultado das eleições em Guarapuava (Reprodução/Youtube)

O governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) chamou para si a ‘virada’  nas eleições municipais em Guarapuava. Em contato com o Portal RSN no fim da tarde desta segunda (16), o governador lembrou que Antenor Gomes de Lima (PT) começou a campanha à frente nas intenções de votos. Entretanto, acabou perdendo para Celso Goes (Cidadania), por menos de três mil votos.

Conforme os últimos dias de campanha, o governador gravou vídeo indicando Celso Goes como candidato que tinha o apoio do Governo. Além dessa inserção, Ratinho Junior participou de carreata na sexta (13) junto com o então candidato. Entretanto, antes disso, o governador ‘costurou’ uma aliança em apoio a Celso Goes, envolvendo os dois principais grupos políticos do município: as famílias Silvestri e Ribas Carli. Entretanto, o poder do apoio do governador não se restringiu a Guarapuava. O PSD, partido de Ratinho Junior, elegeu 245 prefeitos no Estado.

MELHEM FICOU DE FORA

Uma das surpresas das eleições em Guarapuava foi a não reeleição do veterano Elcio Melhem. Assim, o vereador mais velho da Câmara, tanto em idade, quanto em mandato, em 2021 está fora da política guarapuavana. Se reeleito, ele cumpriria o 11° mandato como vereador.

ELEITOR REPROVA MAIS SETE

Além de Elcio Melhem, também não conseguiram a reeleição, os vereadores Samuca (Cidadania), Danilo Dominico (Podemos), Guto Klosowski (DEM), Dedo (PSL), Valdemar Calixtro (PDT), Professor Serjão (PDT) e Germano Toledo Alves (Podemos). Entretanto, Maria José Mandu Ribas encerra a carreira política e Luiz Juraski compôs a vice na chapa de Janaína Naumann.

EDELIR VENCE EM MATO RICO

Em Mato Rico as urnas deram a vitória ao candidato do Cidadania, Edelir Ribeiro. Ele obteve 57,37% dos votos contra 42,63% conquistados por Edson Baiano. Entretanto, os dois grupos políticos chamaram a atenção por terem sido notícia policial. É que na madrugada de domingo (15), dia das eleições, ‘cabos eleitorais’ de Edson, brigaram com um grupo de Edelir. Ele estava na briga e disse ter sido alvo de dois tiros. Contudo, não foi atingido.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

SURPREENDENTE

Cenas de campanha oficial são chocantes, mas necessárias

LIDERANÇA

Virada em Ponta Grossa confirma a força de Ratinho Junior

Ainda sobre o egoísmo!

Comentários