Associação entrega almoço a caminhoneiros que passam por Guarapuava

Todos os dias, seis voluntários preparam cerca de 120 marmitas, que são entregues de graça aos "homens e mulheres do asfalto" na BR-277 e na PR-466

Associação entrega almoço a caminhoneiros que passam por Guarapuava (Foto: Divulgação/Luiza Lobachinski)

Dia após dia, milhares de homens e mulheres se dedicam nas estradas transportando produtos e mercadorias de um ponto ao outro do Brasil. Contudo, mesmo com o isolamento social imposto pelo órgãos governamentais com a pandemia do novo coronavírus, os caminhoneiros tem uma função ímpar: abastecer os comércios, supermercados e empresas do país inteiro.

Assim, pensando no bem estar e na alimentação destes trabalhadores neste período de pandemia, a Associação de Idosos Nossa Senhora de Fátima (AINSF), em parceria com a Associação de Moradores do bairro Primavera, já entregaram cerca de 700 marmitas desde o último sábado (28).

AÇÃO

Fundada em 1998, a AINSF se empenha em atender não somente a população idosa do bairro, mas também a comunidade em geral. De acordo com a presidente da associação, Ana Maria Lobachinski, a ideia de fazer o almoço para os caminhoneiros surgiu como forma de agradecimento a esta classe de trabalhadores que mesmo que quisessem, não poderiam se isolar dentro de casa.

Todos os dias, uma equipe de seis voluntários prepara cerca de 120 marmitas e as entrega gratuitamente aos “homens e mulheres do asfalto”. De acordo com a associação, a entregas estão sendo feitas no Posto Copa, quilômetro 338 da BR-277 e no antigo posto da Polícia Rodoviária Federal na PR-466, trecho sentido Pitanga.

Em trabalhos como este, todo cuidado é pouco. E, segundo a associação, os voluntários usam máscaras hospitalares, luvas descartáveis e álcool em gel para se prevenir.

Conforme Ana Maria, a entidade se comprometeu em fazer esta ação, mas infelizmente como a associação é não-governamental, não há a entrada de dinheiro se não por meio de doações.

Hoje, nós estamos trabalhando ao máximo para doar o almoço dos caminhoneiros, mas infelizmente, alguns alimentos já estão em falta, à exemplo da carne, verduras e embalagens das marmitas.

Luisa Lara é filha de dona Ana Maria e voluntária na associação. Em entrevista à reportagem do Portal RSN, ela afirma que a sensação de dever cumprido é o melhor pagamento.

“É triste ver os números desta doença (Covid-19). São milhares de pessoas que são ou serão afetadas por este mal. Mas, isso não pode nos desanimar. É nestes momentos de dor, que devemos nos unir e ajudar todos que precisem de ajuda”.

COMO AJUDAR?

A organização é uma das entidades filantrópicas mais antigas da cidade. Assim, os membros precisam da ajuda da comunidade para o custeio da ações. Segundo a associação, toda ajuda é bem-vinda.

A Associação de Idosos Nossa Senhora de Fátima está localizada na avenida Bento Munhoz da Rocha Neto, nº 170 no bairro Primavera em Guarapuava. Por fim, para ajudar por meio de dinheiro, alimentos e roupas, basta entrar em contato com a Luiza pelo telefone (42) 9 8439-4353.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

TURISMO RELIGIOSO

Caminho da fé: estações da Via Sacra estão em fase final de construção

SONHO REALIZADO

Governo regulamenta terras de pequenos produtores em Candói

SOLIDARIEDADE

Cantor católico faz live beneficente no sábado (18) em Guarapuava

Comentários