Brasil poderá fazer até 50 mil testes de Covid-19 por dia

Serão criados centros de coleta, onde as pessoas com sintomas leves farão os testes e receberão o resultado pelo celular em até 36 horas

Brasil poderá fazer até 50 mil testes de Covid-19 por dia (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, disse nesse sábado (11) que o Brasil poderá fazer entre 30 mil e 50 mil testes por dia, para diagnosticar a covid-19. Atualmente são feitos cerca de 4 mil testes.

“Estamos fazendo o máximo possível de acordo com a disponibilidade de insumos neste momento e de acordo com realidade do Brasil”.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, não será possível fazer o teste em todas as pessoas, mas será feito em quantidade suficiente para analisar a propagação da doença.

“Teremos testes em quantidade suficiente para realizarmos a avaliação do cenário epidemiológico. Não teremos testes para todas as pessoas. Os testes são para conhecer a epidemia e para algumas Regiões do país para que a gente possa tomar a decisão baseada na evidencia mais robusta possível”.

O secretário afirmou que serão criados centros de coleta, onde as pessoas com sintomas leves farão os testes e receberão o resultado pelo celular em até 36 horas.

“Ainda não implementamos porque esperando as máquinas serem instaladas no parceiro privado que ganhar a concorrência. Estamos trabalhando para que isso seja o mais breve possível. Devemos iniciar o piloto em Curitiba e no Rio de Janeiro, com as máquinas da Fundação Oswaldo Cruz. Estamos em parceria com o Instituto Butantan para o estado de São Paulo”.

CASOS

O Brasil registou até este sábado (11) 1.124 mortes em decorrência do novo coronavírus. Conforme o Ministério da Saúde são 20.727 casos confirmados da doença no país. A taxa de letalidade do vírus no Brasil é de 5,4%. O estado de São Paulo ainda concentra o maior número de casos (8.419) e de mortes (560).

Entre as ações promovidas pelo nos últimos dias para combate à doença, destaca-se a liberação de mais R$ 4 bilhões a estados e municípios. O valor é adicional ao que já recebem para custeio de ações e serviços relacionados à saúde.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

VOLTA AO TRABALHO

Após reuniões sindicais, greve dos Correios acaba oficialmente

COMO ASSIM?

Bolsonaro diz que a Amazônia é 'úmida' e 'só pega fogo pelas bordas'

NO TRÂNSITO

Hoje inicia a Semana Nacional do Trânsito em todo o país

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com