Campanha de vacinação contra pólio e multivacinação é antecipada no PR

A campanha ocorrerá a partir do dia 28 deste mês até 30 de outubro. Assim, oferece mais tempo para a imunização das crianças no PR

Campanha de vacinação contra pólio e multivacinação é antecipada no PR (Foto: Venilton Küchler/SESA/AEN)

A Secretaria de Saúde antecipou o início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação no Paraná, para  28 deste mês. Assim, trata-se de uma semana mais cedo que os demais estados que farão as campanhas de 5 a 30 de outubro.

O anúncio foi feito nesta sexta (18) pela Secretaria de Estado da Saúde, e o objetivo é atualizar a Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente, menores de 15 anos de idade.

De acordo com o secretário da Saúde, Beto Preto, a imunização deve ser reforçada em tempos de pandemia.

O Paraná está ampliando o período das campanhas para que os pais tenham mais oportunidade de levar os filhos aos locais de vacinação. Antecipamos o início, mas seguiremos até o dia 30 de outubro, conforme o calendário nacional. Entendemos que durante a pandemia as ações de imunização devem ser reforçadas, pois as vacinas protegem contra várias doenças e salvam vidas.

CAMPANHAS

A estratégia consiste em oferecer várias vacinas em um único momento. E com isso, possibilitar a atualização da caderneta das crianças. Dessa maneira, a vacina contra a poliomielite se dirige a crianças de 12 meses a menores de cinco anos de idade. De acordo com a Sesa, a vacina é oral, com a aplicação de duas gotas em cada criança. Já quanto a multivacinação, segundo a Saúde, consiste em 14 vacinas para crianças e adolescentes, menores de 15 anos.

Conforme a Sesa, oParaná não registra casos de pólio desde 1987, e o Brasil desde 1990. Em 1994 o país recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem.

LOGÍSTICA

Entretanto, até o dia 25, os municípios deverão organizar as estratégias e locais de vacinação. Para isso, contam com o Plano de Vacinação para as duas campanhas. Plano esse, elaborado pela Divisão do Programa Estadual de Imunização. Assim, a campanha recebe o apoio e a orientação da equipe técnica da Secretaria da Saúde.

A recomendação é para que os municípios organizem as campanhas em ambientes amplos e de fácil acesso. Além disso, há a orientação para que intensifiquem a divulgação junto à comunidade.

Conforme a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes, os municípios estarão abastecidos com as doses e insumos. Assim, aumentando o índice de cobertura vacinal do Estado, chegando a 90% e 95%, conforme recomendação do Ministério da Saúde. “Antecipamos e ampliamos o período da vacina para facilitar e ida dos pais até os locais estabelecidos em cada cidade”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PIRACEMA

Inicia período de restrição à pesca de espécies nativas no Paraná

CONQUISTA

Sanepar é a segunda melhor empresa de saneamento do País

VAMOS PASSEAR?

Parques estaduais estarão movimentados no feriado do Dia dos Finados

Comentários