Cavalgada abre neste domingo, a tradicional Festa de São Sebastião em Guarapuava

Capela comemora 146 anos de existência com uma história de devoção e fé

(Foto: Arquivo Pessoal/Marilise Michelini)

Neste domingo (20) é o dia de São Sebastião, santo defensor da igreja e protetor da humanidade contra a fome, a peste e a guerra. E as festividades começam cedo na Capela São Sebastião em Guarapuava, que está está comemorando 146 anos de existência.

Às 8h da manhã haverá concentração de cavaleiros próximo à entrada do Colégio Agrícola em Guarapuava, na BR-277. De lá a cavalgada retomada desde 2010, seguirá pelas ruas do bairro até a capela centenária, onde às 10h será celebrada missa festiva pelo dia de São Sebastião.

(Foto: Arquivo Pessoal/Marilise Michelini)

“As cavalgadas sempre foram uma atração especial da festa, mas tinham parado fazia muito tempo. De uns tempos pra cá eu resolvi falar com alguns amigos para que a gente pudesse retomar essa tradição, que nasceu com a capela”, disse a organizadora da procissão dos cavaleiros, Marilise Michelini.

HISTÓRIA

Marilise Michelini falou para ao Portal RSN, que esse lugar era um ponto de parada de tropeiros que seguiam do Rio Grande do Sul para São Paulo. E tinha um morador especial:

“Pedro Rodrigues, que teve um grande envolvimento com a comunidade. Ele fazia as reuniões com os moradores dessa localidade para missas, festas, as primeiras cavalhadas começaram aqui. Ele inclusive cuidava dos animais para essas apresentações”, ela conta.

(Foto: Arquivo Pessoal/Marilise Michelini)

Depois de uma vida de trabalho e dedicação com famílias junto a essa capela, Pedro Rodrigues fez um pedido antes de morrer: gostaria de ser sepultado no terreno da capela.

“O pedido foi atendido e até hoje encontramos sua sepultura em frente a capela”, afirma Marilise que sempre gostou de participar da procissão dos cavaleiros, mas que desde 2017 passou a ter um motivo ainda maior para se dedicar às festividades de São Sebastião.

DEVOÇÃO

A devoção ao santo é conhecida por ele ser considerado o protetor das lavouras, das criações e principalmente das famílias. Marilise disse que São Sebastião foi um grande guerreiro do rei, mas que direcionava os cristãos para fugir das emboscadas para matar os cristãos.

(Foto: Reprodução/Facebook)

“Sou devota de São Sebastião desde sempre porque sou cavaleira como ele também foi. Então sempre peço sua proteção quando vou fazer meu esporte Laço Comprido, nas lidas campeiras e no adestramento dos animais. Até até hoje nunca sofri nenhum acidente nesses trabalhos”.

Em 2017 ela foi diagnosticada com um câncer maligno, mutante, raro e de difícil acesso. Foi marcada a cirurgia. Era 21 de janeiro, dia em que estava tendo a Festa de São Sebastião.

Fui à missa e ao almoço da festa de São Sebastião. O pedido de cura foi colocado nas intenções na missa. A cirurgia foi difícil pela agressividade da doença. Mas nem na UTI eu fiquei. Em uma semana eu estava em casa, me recuperando de uma cirurgia de cinco horas com retirada de vários órgãos. Na biopsia, o câncer foi diagnosticado como necrosado.

Em 2018, Marilise não participou da procissão dos cavaleiros por estar em tratamento. Mas agora curada, ela disse que faz questão de agradecer, o que para ela é um milagre de São Sebastião. “Fiz quimioterapia e todos tratamentos necessários, e graças ao Nosso Senhor Jesus Cristo, com intercessão de São Sebastião não tenho mais nada. Só aguardo novos exames para a reconstrução e retirada da bolsa de colostomia”, concluiu emocionada.

PROGRAMAÇÃO 

Neste domingo (20), foram programadas várias atividades na Capela de São Sebastião. Veja abaixo.

  • 8h – Concentração e saída da Cavalgada (em frente ao Colégio Agrícola, na BR-277)
  • 10h – Celebração da Missa
  • 12h – Almoço (churrasco R$35)
  • 13h – Início das festividades (barraquinhas, jogos de argola, pescaria e brinquedos para crianças)
  • 14h – Final Festival de Música
  • 15h – Concurso Rainha da Festa
  • 16h – Final do Torneio de Futebol

Relacionadas

TRÂNSITO

Rua XV de Novembro é revitalizada com nova sinalização em Guarapuava

PERIGO IMINENTE

Morte de Lucas em acidente na PR-170 reforça urgência na obra de trevo

PANDEMIA DA COVID-19

Surg orienta sobre descarte de lixo contaminado por covid-19

Comentários