Celso Goes esclarece casos confirmados de coronavírus em Guarapuava

Celso Goes disse que um dos 2 casos confirmados não foi internado e o outro está na UTI. E um terceiro está em estado crítico, mas sem confirmação da doença

Celso Goes esclarece casos confirmados de coronavírus em Guarapuava (Foto: arquivo/RSN)

Mais uma vez o secretário municipal de Saúde de Guarapuava, Celso Goes usou o seu perfil no Facebook para anunciar o novo boletim do coronavírus. Porém, muito mais do que os novos números, ele esclareceu informações distorcidas por falta de entendimento e que geraram insurgências nas redes sociais.

Conforme o secretário, Guarapuava está com 84 casos descartados pelos exames que deram negativos. Outros quatro continuam aguardando resultados. Porém, 180 estão sendo monitorados em isolamento domiciliar, 136 estão liberados do isolamento e dois foram confirmados.

(Imagem: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

ESCLARECIMENTO

A falta de entendimento por parte de algumas pessoas e profissionais da imprensa acabou gerando dúvidas disseminadas nas redes sociais. “As pessoas não estão entendendo algumas coisas e acabam disseminando informações equivocadas”.

De acordo com Celso Goes, Guarapuava está com dois casos confirmados de coronavírus. O primeiro, um paciente de 57 anos, está internado na UTI do Hospital São Vicente. “Apesar da evolução do quadro de saúde, o estado ainda é grave”.

O outro paciente – um homem de 50 anos -, teve a confirmação do exame ontem (16). Porém, ele já está imune e foi monitorado em casa. “Esse paciente não foi internado e não é mais um vetor da doença, pois já venceu o período de 14 dias de isolamento. Fizemos exames na família e estamos contatando outras pessoas que tiveram algum tipo de contato com ele. Todos os exames negativaram”. Conforme Celso Goes, esse paciente viajou pelo Brasil e esteve nos aeroportos de São Paulo e Curitiba.

OUTRO PACIENTE

Entretanto, na UTI destinada ao atendimento da Covid-19 no Hospital São Vicente, há outro paciente em estado crítico. Porém, ainda não há confirmação de que o paciente seja vítima dessa doença. “Ele está sendo considerado um caso suspeito. Teve atendimento com médico e fez exame em laboratório particular. Seguindo o protocolo do coronavírus, o laboratório informou a Secretaria Municipal de Saúde. Fizemos o teste rápido e deu negativo”.

Porém, segundo o secretário, foi coletado material e enviado ao Laboratório Central do Estado [Lacen]. O resultado deverá sair até este domingo”. Entretanto, diz o secretário, o teste rápido possui uma ‘janela epidemiológica’ que tem uma média entre 25% a 30% do que é chamado de ‘falso negativo’. Ou seja, muitos testes rápidos devem ter preconização de sete a nove dias após o contato com a doença para dar positivo.

“Então temos que aguardar o resultado do Lacen para ver se é a Covid-19 ou outra doença respiratória”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

COVID-19

Guarapuava confirma mais três casos da covid-19 nesta segunda

Do 'fundo do poço', Flavia Proche dá a volta por cima e hoje é superação

CONTRA O TRÁFICO

Mais de 112 quilos de maconha já foram apreendidos em Guarapuava

Comentários