Ciclista guarapuavano disputará o mundial ano que vem

Guarapuava – Depois de conquistar sete títulos paranaenses no ciclismo Cross-country (leia mais sobre a modalidade no box abaixo), o atleta guarapuavano Marcos Cruz almeja vôos mais altos. O ciclista de 31 anos pretende disputar duas competições internacionais em 2010: o Mundial de Másteres, em Camboriú (SC), e o Pan-americano, na Guatemala.

No último fim de semana, Cruz faturou o heptacampeonato paranaense de ciclismo, no Cross-country e na Maratona, em etapa realizada em Antonina. Foi o quarto título consecutivo. Antes deles, o atleta havia conquistado os campeonatos de 2001, 2002 e 2004, todos na categoria elite, a principal do ciclismo. Já nas competições nacionais e internacionais, Cruz participa na categoria máster, para atletas entre 30 e 34 anos.

Atualmente ele é o líder do ranking brasileiro na máster, por isso já tem vaga garantida nas competições internacionais de 2010. “Este ano abri mão da disputa no Chile. Como sabia que as competições seriam disputas em lugares com grande altitude, resolvi não participar, pois não estava preparado. Por isso vou treinar bastante para realizar um bom papel na Guatemala”, afirma sobre o Pan-americano.

A rotina de treinamentos para o ano que vem já está definida. Serão realizados cinco ou seis treinos por semana, com a duração de duas horas e meia a quatro horas. Cruz, que atualmente conta com a ajuda de um personal trainer, também tem realizado outros exercícios, como musculação e hidroginástica. Ele destaca que percebeu uma melhora no desempenho com os novos treinamentos e com a orientação profissional. “As dores lombares diminuíram muito, me sinto mais forte e preparado. Também tenho dado ênfase nos períodos de recuperação. Antes treinava muito e sem orientação, me desgastando mais”.

Além do paranaense deste ano Cruz, que compete pela equipe AMBG Bike Point, composta por 15 atletas de Guarapuava e Curitiba, participou dos Jogos Abertos do Paraná, competindo por Ponta Grossa, e conquistou a medalha de prata. Com relação a apoio e patrocínios, ele destaca que, por enquanto, não tem do que reclamar. “Este ano foi o melhor para mim”, afirma, destacando o apoio que tem recebido de algumas empresas e da Prefeitura Municipal de Guarapuava.

As diferentes modalidades de ciclismo

Marcos Cruz compete em dois tipos de prova no título paranaense. Foram quatro etapas, três de Cross-country e uma de Maratona. Ambas fazem parte do ciclismo Mountain Biking, no qual o objetivo é transpor percursos com diversas irregularidades e obstáculos. No entanto, os dois tipos de prova possuem algumas diferenças, e além deles existem ainda outros seis tipos.

Cross-country: prova disputada em um circuito fechado, em que os competidores devem completar um certo número de voltas para terminar a prova. Geralmente acontece em trilhas fechadas, mas pode ter trechos de estrada de terra também e até de asfalto.

Maratona: o percurso é longo e leva de um ponto a outro, que pode ser ou não o mesmo do início da prova. Pelo fato de o percurso ser longo, às vezes, recebe o nome de maratona.

Foto: o ciclista Marcos Cruz (divulgação)

Relacionadas

TRAGÉDIA

Avião cai e mata parte de equipe de time de futebol em Tocantins

CAMPEONATO PARANAENSE

Datas para o Campeonato Paranaense já estão definidas

Operário enfrenta o Cruzeiro nesta quarta (20) no 'Brasileirão Série B'

Comentários