Diego encontra-se em liberdade provisória e discute no Detran

Guarapuava – O jovem Diego Pereira dos Santos (foto), preso em flagrante após ter provocado acidente que matou duas pessoas, foi colocado em liberdade provisória no final de 2009. A carceragem da Cadeia Pública de Guarapuava confirmou a informação.
Ele deveria ter ido à júri no dia 24 de novembro do ano passado , mas o advogado de defesa Miguel Nicolau Junior sofreu um mal súbito e o julgamento foi adiado.
Há aproximadamente um ano e três meses um acidente de trânsito envolvendo dois carros e uma moto mudaria o destino de três jovens. Por volta da 0h50 do dia 10 de abril de 2008 Diego, na época com 21 anos, dirigia alcoolizado uma Saveiro na companhia de um amigo quando invadiu uma preferencial no cruzamento da rua Visconde de Guarapuava e colidiu em outro veículo (Gol) e em uma motocicleta que transitavam pela rua Padre Chagas.
No acidente, o passageiro da Saveiro, Ericson Augusto Pereira, que recém havia completado 19 anos, e a condutora da motocicleta, Maridelma Luteski, 21 anos, morreram. O condutor do Gol teve ferimentos. Diego foi preso.
Em liberdade provisória, na tarde de ontem (quarta-feira, 6), Diego foi até o Detran em Guarapuava em busca da carteira de motorista. Segundo informações de funcionários da 6a Ciretran, quando soube que a carteira de habilitação continuaria retida, reagiu.
“Ele começou a discutir e a chamar os funcionários de incompetentes”, informou uma das funcionárias da Ciretran. Outros servidores confirmaram a atitude do jovem que, conforme informações, estava em companhia da mãe e da namorada.

Relacionadas

RODOVIA FEDERAL

Quatro pessoas ficam feridas em batida com três carros na BR-277

DESENTENDIMENTO

Homem morre após briga generalizada em bar

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Homem agride esposa com socos no bairro São Cristóvão

Comentários