“Doar sangue é um estilo de vida”, diz doador de Guarapuava

Aos 38 anos, Cleto Marchioro, já fez 63 doações

(Foto: Arquivo)

Nesta sexta (14) é o Dia Mundial do Doador de Sangue e a data oferece uma boa oportunidade para conscientizar a população dos benefícios que a ação traz a quem recebe e também para quem doa.

Os dados mais recentes divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que jovens entre 18 e 29 anos são os brasileiros que mais doam sangue, 42% do total. Além disso, aponta que 1,6% da população é doador e que 60% dos doadores são do sexo masculino.

O assistente técnico, Cleto Daniel Marchioro de 38 anos, é um dos doadores assíduos de Guarapuava. Ele foi incentivado pelo pai que foi doador durante muitos anos. Cleto, que é pai de três filhos, afirma que quer repetir o exemplo com os filhos, que ainda não têm idade para doar, mas já conhecem a importância da atitude. Ele é doador desde 1998, tem a tipagem O+, e já fez mais de 63 doações até hoje. Este ano ele já fez duas doações.

(Foto: Arquivo Pessoal)

De acordo com ele, doar sangue é uma realização pessoal. “Quando eu vou doar sangue, eu me desligo, não pego no celular, e tenho a sensação de missão cumprida, pois sei que estou ajudando alguém”.

Cleto contou ainda que sempre que pode incentiva as pessoas a se tornarem doadoras. “Eu sempre tento mostrar a importância e a grandiosidade dessa atitude, doar sangue é um estilo de vida. É salvar vidas”.

COMO DOAR?

O Ministério da Saúde esclarece que nesta época do ano, com a chegada do inverno, férias e festas juninas, são registradas baixas nos estoques de sangue, que é indispensável em transfusões, cirurgias de grande porte e tratamento de doenças crônicas e câncer.

Para se tornar um doador e ajudar quem precisa, basta ter mais de 50 quilos, ter entre 16 e 60 anos e estar em boas condições de saúde. E não se esqueça: no dia da doação, não ingira bebidas alcoólicas, não faça jejum e leve um documento com foto.

Em Guarapuava as doações podem ser feitas das 8h às 11h e das 13h30 às 16h, de segunda a sexta. O endereço é rua Afonso Botelho, 134, bairro Trianon. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 3622-2819 ou pelo e mail: hemogpvasocial@ses.pr.gov.br.

A frequência máxima de doações é de quatro vezes anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

Relacionadas

LUTO

Morre o médico pediatra George Karam por complicações da covid-19

TRANSPARÊNCIA

Cesar Filho vai entregar a Prefeitura com superávit

EXPLOSÃO DE LUZ

Centro, bairros e distritos terão iluminação de Natal em Guarapuava

Comentários