Em Guarapuava mais de 25 mil animais vivem pelas ruas

Em Guarapuava a médica-veterinária Renata Domingos diz que a situação se torna preocupante e alerta para a importância da castração

Em Guarapuava, a estimativa aponta que o número de abandono de animais aumenta todo ano (Reprodução/Catraca Livre)

Em Guarapuava, estima-se que mais de 25 mil animais, entre cães e gatos, estão largados pelas ruas da cidade, quantidade que aumenta a cada ano. Esse número está dentro dos dados apresentados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que apontam que Brasil existem mais de 30 milhões de animais abandonados sendo 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães.

De acordo com a veterinária Renata Domingos, de Guarapuava, desse modo, a situação se torna preocupante e ela alerta para a importância da castração. Além disso, os maus tratos registrados na cidade assustam. Como o caso dos 20 gatos que estavam sozinhos em uma residência, em dezembro de 2019.

COMO A CASTRAÇÃO PODE AJUDAR?

Cada casal de cães que deixa de ser castrado tem a capacidade de gerar 80 mil descendentes em apenas 10 anos. No caso dos gatos, esse número chega a 70 mil filhotes. “Desse modo, ao consultar um veterinário você pode descobrir se o animal está pronto para o procedimento ou quando será a melhor idade”. Conforme Renata Domingos, garantindo que ele não vai reproduzir e o número de animais sem lar não aumentará.

Gatos castrados ficam mais tranquilos (Foto: Isabela Nunes)

Apontada como a solução ideal, a castração também reduz o risco de doenças nas vias uterinas e órgãos genitais. “O risco de fugas e brigas e os barulhos causados pelo cio diminuem. Outro fator importante é a eliminação de gravidez psicológica, comum em fêmeas”.

Ao ser castrado o animal usa roupa cirúrgica para ter uma recuperação melhor (Foto: Sabrina Ferrari)

Conforme a veterinária Renata Domingos, os filhotes e adultos devem manter visitas ao consultório, para garantir que cresçam saudáveis. “Os filhotes devem fazer acompanhamento até os seis meses e os adultos podem fazer anualmente para receber doses de vacina e check-up. Para ela, a castração é uma ação necessária para que o bichinho tenha benefícios e melhore a qualidade de vida. Além, de aumentar o número de adoção dos que estão na rua, diminuindo assim os animais abandonados.

COMO FUNCIONA?

No caso da fêmea, consiste na retirada do útero, trompas e ovários. Já os machos passam pela retirada dos testículos.  A cirurgia, feita com anestesia geral é simples, mas deve ser executada apenas por veterinários habilitados.

Leis outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CALORÃO EM GUARAPUAVA

Altas temperaturas marcam o 1º fim de semana da Primavera

COM SEGURANÇA

Ação educativa 'Café na Passarela' ocorreu nesta sexta (25) na BR-277

CONSUMO CONSCIENTE

Consumo excessivo e capacidade esgotada deixam LS sem água

Comentários