Governo e APP-Sindicato debatem contratações temporárias

Entretanto, o diálogo com os professores vai passar por reforço pela comissão permanente de diálogo com os servidores públicos

Governo e APP-Sindicato debatem contratações temporárias (Foto: Reprodução/AEN)

Representantes da APP-Sindicato e professores estiveram reunidos nesta terça (17) na Casa Civil do Governo do Estado para tratar de demandas específicas dos funcionários temporários, contratados pelo regime de Processo Seletivo Simplificado (PSS). Participaram da reunião o chefe da Casa Civil, Guto Silva, o diretor-geral da Secretaria de Estado da Educação, Glaucio Dias. Bem como, o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Hussein Bakri.

A principal solicitação dos professores se refere a suspensão do processo seletivo para 2021, marcado para o dia 13 de dezembro. Diferente dos outros anos, nos próximos, o governo também vai exigir uma prova de conhecimento da área em que o candidato se inscrever.

Assim, um grupo de trabalho com a participação das secretarias da Fazenda, Administração e Previdência, Procuradoria Geral do Estado, além da Casa Civil e da Educação devem avaliar o pedido. Em paralelo, técnicos da Fazenda, da Casa Civil e da APP-Sindicato vão acompanhar questões orçamentárias pertinentes às demandas para analisar a viabilidade.

Portanto, o diálogo com os professores vai passar por reforço pela comissão permanente de diálogo com os servidores públicos. Essa criada no ano passado, e que dará ênfase, agora, nas questões relacionadas aos contratos PSS.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

VOLTA ÀS AULAS

Matrícula para rede pública estadual começa hoje (24) no Paraná

EDITAL FECHA HOJE

Educação confirma que prova para seleção de PSS vai ocorrer

ELEIÇÕES

Diretores de 1,7 mil escolas serão eleitos no dia 9 de dezembro no Paraná

Comentários