Governo vai ter ajuda para fazer monitoramento ambiental dos rios no PR

Entre as ações previstas estão o compartilhamento de dados sobre a qualidade da água, investimentos em infraestrutura de saneamento e recuperação ambiental

Governo vai ter ajuda para fazer monitoramento ambiental dos rios no PR (Foto: Divulgação/Itaipu)

A Itaipu Binacional, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) vão trabalhar juntos em uma série de ações voltadas à ampliação da qualidade ambiental nas bacias hidrográficas do Paraná 3 (BP3) e dos rios Ivaí, Piquiri e Silva Jardim.

O protocolo de intenções foi assinado na manhã desta quarta (22), por meio de uma videoconferência entre Foz do Iguaçu e Curitiba. Em Curitiba, participaram da reunião virtual o governador Carlos Massa Ratinho Junior, o diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabille e o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Júlio César Gonchorosky.

Em Foz do Iguaçu, participaram o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, o diretor de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell e o diretor-superintendente do PTI, general Eduardo Garrido Alves.

De acordo com Silva e Luna, por  mais que esta seja uma assinatura protocolar, é importante estarmos aqui, mesmo virtualmente. “A publicidade é um dos princípios da boa administração pública previstos no artigo 37 da Constituição Federal”.

O diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna (Foto: Divulgação/Itaipu)

PROTOCOLO DE INTENÇÕES

O protocolo prevê ações como o compartilhamento de dados sobre a qualidade da água na Região, além de investimentos em infraestrutura de saneamento e recuperação ambiental. Além disso, estão previstos ainda planos municipais de segurança hídrica e a implementação de tecnologias inovadoras de tratamento de afluentes das estações de tratamento de esgoto.

De acordo com Ratinho Junior, a assinatura do protocolo entre Itaipu e Sanepar é a primeira de uma série de parcerias entre as duas empresas. “A Sanepar é considerada há anos a melhor empresa de saneamento do País. E a Itaipu sempre se mostrou atuante em relação aos cuidados com os rios, a mata ciliar e a qualidade da água”.

Além disso, o governador ainda lembrou a atuação da binacional no investimento em obras estruturantes, como a Ponte da Integração Brasil Paraguai, entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco. E também, a ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu.

(Foto: Divulgação/Itaipu)

“A Itaipu ainda tem se colocado à disposição na área da saúde, nesta época de enfrentamento ao coronavírus. Mais uma vez a empresa se mostra amiga do Estado e do povo do Paraná”.

PARCERIA

Para Silva e Luna, o protocolo de intenções ratifica o alinhamento das ações da Itaipu com o governo do estado, compromisso firmado desde o início da gestão à frente da empresa. “Trabalhar junto com a Sanepar para preservar nossas bacias reforça este compromisso com o Paraná. Juntos somos mais fortes”.

A parceria vai beneficiar indiretamente os municípios lindeiros ao reservatório de Itaipu. E também, diretamente municípios como Missal, Ramilândia, Medianeira e Serranópolis do Iguaçu, todos no Oeste Paranaense.

Assim, a recuperação ambiental das bacias hidrográficas reduzirá a carga de poluentes e de sedimentos nas águas, ampliando a vida útil do lago de Itaipu. Conforme Claudio Stabille, esta parceria [da Sanepar] com Itaipu será de suma importância.

“Temos muito que entregar e, trabalhando junto com Itaipu, podemos fazer um trabalho fantástico não só na Região lindeira, mas em todo o Estado do Paraná”.

SEGURANÇA DAS BARRAGENS

O protocolo também prevê o compartilhamento da experiência da Itaipu e do PTI na área de segurança de barragens. As ações da empresa serão levadas às barragens da Sanepar de Iraí, Passaúna e Piraquara I e II.

Sediado no PTI, o Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb) desenvolve pesquisas há 12 anos. Por fim, as pesquisas são preventivas e voltadas para auxiliar as ações que a Itaipu desenvolve sobre o tema e que tornaram a barragem da hidrelétrica uma das mais seguras do mundo.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

MAIS CONFIRMAÇÕES

Guarapuava registra cinco novos casos de covid-19 em 24h

BALANÇO SEMESTRAL

Polícia Ambiental registra aumento de prisões e resgates de animais

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com