Guarapuava e Pato Branco ficam no empate

Em um jogo bastante movimentado, Pato Branco e Guarapuava ficaram no empate na primeira partida das semifinais do paranaense de futsal feminino. As duas equipes voltam a se encontrar na quarta-feira, dia 18, dessa vez em Guarapuava. Quem vencer vai a final. Em caso de empate uma terceira partida ocorrerá, mais uma vez em Guarapuava, já que a equipe realizou melhor campanha na primeira fase.

O jogo

Com menos de um minuto, Guarapuava já vencia por 1 a 0. Cíntia aproveitou uma cobrança de escanteio para abrir o placar. Apesar do bom início, o que se viu na sequência foi um domínio total de Pato Branco. Comandada pela jogadora Nani, a equipe logo abriu 4 a 1 no placar.

Nos dois primeiros gols, Nani acionou Vanessa e Mariel, respectivamente, em rápidos contra-ataques pra virar o jogo. Pato Branco continuou se aproveitando da fragilidade defensiva de Guarapuava, principalmente pelo lado direito da equipe visitante, e de erros individuais para abrir boa vantagem.

Primeiro, Robinho perdeu a bola na intermediária e após tabelinha com Mariel, Nani marcou mais um. Depois foi a vez de Gabi perder para Nani, que avançou e tocou a bola por entre as pernas da goleira Maria Helena. Quando a partida perecia decidida foi a vez da estreante Daiane Moretti entrar em ação. Primeiro ela aproveitou a sobra de uma dividida, entre Daiane Bichinho e a goleira patobranquense Lúcia, para fazer. Pouco depois a jogadora da Seleção Brasileira de futebol recebeu lançamento da goleira guarapuavana Maria Helena e de cabeça diminui para 4 a 3.

No intervalo, a atleta se mostrou indignada com a atuação da arbitragem. “O que aconteceu no primeiro tempo foi uma pouca vergonha. É por isso que o futebol feminino não cresce”, exaltou-se, em entrevista a Rádio Cultura AM.

Na segunda etapa, Guarapuava voltou pressionando em busca do gol de empate, que saiu com Rúbia após uma conclusão forte no canto direito da goleira Lúcia. Embora Guarapuava continuasse atacando em busca do gol da vitória, o placar ficou mesmo no 4 a 4.

“A equipe entrou mal, mas depois se superou. Infelizmente, paramos na goleira delas”, lamentou a jogadora de Guarapuava, Gabi. Já o técnico de Pato Branco, Flávio Krassota destacou os erros cometidos por ambas as equipes. “O jogo foi esquisito, os dois times erraram muito. Se continuar assim, vamos para a terceira partida”, previu.

Foto: equipe Guairacá/Guarainvest BMG Guarapuava atuando no ginásio Joaquim Prestes (Márcio Nei dos Santos – blog Clique Esporte)

Relacionadas

ESPORTE

Largada do Campeonato Paranaense será em fevereiro

APOIANDO O ESPORTE

Municípios receberam R$ 35 milhões em materiais e equipamentos esportivos

ESPORTE, LAZER E TURISMO

Obras nas áreas de esporte e turismo são entregues em Guarapuava

Comentários