Guarapuava tem mais um caso confirmado de coronavírus

Novo paciente com coronavírus é um homem de 50 anos, que não esteve fora do país e não apresenta sintomas. Ele está em isolamento domiciliar

Guarapuava tem mais um caso confirmado de coronavírus (Foto: Reprodução/Pixabay)

O novo boletim do coronavírus em Guarapuava, divulgado na noite desta quinta (16), mostra mais um caso confirmado da doença. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Celso Goes, trata-se de um homem de 50 anos, que não viajou para fora do país.

Conforme o secretário, esse paciente não apresenta sintomas, e foi colocado em isolamento domiciliar nesta quinta, tão logo saiu o resultado do exame. “Ele teve febre alta há uns dias e mais nada. Porém, segundo Celso Goes, as pessoas que tiveram contato com ele já estão sendo contatadas para as medidas necessárias.

Em contrapartida, o paciente que está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital São Vicente está tendo evolução positiva do quadro de saúde. “Ele não está mais sedado, está sem drogas vasoativas e respira sem ventilação mecânica. Apenas com oxigênio”.

PREOCUPAÇÃO

A falta de conscientização de milhares de pessoas é uma das maiores preocupações da Secretaria Municipal de Saúde. “As pessoas estão andando pelas ruas sem máscaras. As filas nas lotéricas da cidade não respeitam o distanciamento de dois metros entre um e outro. Há aglomerações”.

De acordo com Celso Goes, há um apelo muito grande para que sejam cumpridas as regras de higiene e de isolamento social. Porém, com a chegada das temperaturas mais baixas, principalmente em Guarapuava, que é uma cidade de clima frio, a preocupação ainda é maior.

“A incidência de doenças respiratórias tendem a surgir em alta escala. Por isso, mais do que nunca é preciso ficar em casa”.

APREENSÃO

O secretário de Saúde de Guarapuava, Celso Goes vê com apreensão a mudança no comando do Ministério da Saúde. É que nesta quinta (16) o presidente Jair Bolsonaro demitiu o médico Luiz Henrique Mandetta e nomeou o oncologista Nelson Teich.

“Ainda não sabemos quais serão as determinações do novo ministro e como o Ministério da Saúde vai agir daqui pra frente”.

O novo ministro é um homem com origem na iniciativa privada. No primeiro pronunciamento como ministro disse que não haverá “definição brusca” sobre isolamento social. Afirmou também que há um “alinhamento total” com o presidente e com a equipe do Ministério. Porém, já dá um indicativo do que poderá ocorrer.

“Vou deixar claro que existe um alinhamento completo aqui entre mim, o presidente e todo o grupo do ministério. Realmente o que a gente está fazendo aqui hoje é trabalhar para que a sociedade retome de forma cada vez mais rápida uma vida normal e a gente trabalha pelo país e pela sociedade”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

MAIS CASOS

Guarapuava registra sete novos casos de covid-19

EM GUARAPUAVA

Cerca de 60% dos mesários das duas zonas eleitorais são voluntários

GRANDE APREENSÃO

Traficante é preso com 569,4 quilos de maconha na estrada do Guairacá

Comentários