Massa falida da GVA Madeirit vai a leilão em Guarapuava

Com uma dívida de mais de R$ 30 milhões, o leilão no dia 22 de junho servirá para pagar trabalhadores, fornecedores e o governo

Massa falida da GVA Madeirit vai a leilão em Guarapuava (Foto: Divulgação)

A massa falida da GVA Madeirit, uma das maiores empresas que Guarapuava já teve, vai a leilão no dia 22 de junho. A empresa que fabricava placas de madeira, faliu em 2008. Porém, nos últimos 10 anos, a administração assumiu a massa falida, que desde 1995 passou a ser chamada GVA Madeirit.

Conforme o histórico da empresa, com uma dívida de mais de R$ 30 milhões, o leilão servirá para pagar trabalhadores, fornecedores e o governo. De acordo com o edital do leilão, no total são nove lotes, entre imóveis, terrenos, materiais de escritório, maquinários e sucatas, que juntos somam R$ 37.125.407,91 milhões.

De acordo com reportagens veiculadas pelo Portal RSN, para arrecadar recursos e quitar parte da dívida com os funcionários, a empresa já fez vários leilões no decorrer dos últimos anos. Porém, o período também foi marcado por manifestações em frente ao Fórum de Guarapuava. Assim, no passado, boa parte dos 250 trabalhadores que foram demitidos começaram a receber o crédito que tinham junto à empresa. O atual leilão servirá para pagar o restante das dívidas.

O LEILÃO

O leilão no dia 22 de junho será on-line, comandado pelo leiloeiro público Helcio Kronberg. Para participar, os interessados precisam se cadastrar no site https://www.hkleiloes.com.br  com pelo menos dois dias de antecedência.

Conforme o leiloeiro, na primeira tentativa de leilão, no dia 22, às 10h05, os bens somente podem ser vendidos pelo valor de avaliação. Entretanto, se não forem vendidos, uma outra tentativa de leilão será feita em 29 de junho de 2020 com 50% de desconto do valor avaliado.

“O arrematante poderá parcelar o valor em até 30 parcelas mediante 30% de sinal, mas os lances à vista têm preferência sobre lances a prazo. Porém, os lotes 3, 4 e 9 não aceitam parcelamento”. Saiba mais aqui.

OS IMÓVEIS

O leilão oferece diversos imóveis e terrenos. Confira:

  • Imóvel com área de terreno de 275.358,50m² (lance inicial de R$ 32.319.535 milhões);
  • Um imóvel com área de terreno de 1.400 mil m² (lance inicial de R$ 393.035,20 mil);
  • Outro imóvel imóvel  com área de terreno de 22.750 m² (lance inicial de R$ 1.260.969,37 milhões);
  • Terreno com área 3.174,75 m², sem benfeitorias (lance inicial de R$ 687.333,38 mil);
  • Área sem benfeitoria medindo 1.253 mil m² (lance inicial de R$ 341.216,96 mil)
  • Um terreno medindo 60 m² (lance inicial de R$ 19.212 mil).
  • Há também diversas máquinas e equipamentos (lance inicial de R$ 2.077.277 milhões). Além de mobiliários, eletrodomésticos e demais bens de escritório (lance inicial de R$ 20.830 mil). Por fim, tem ainda sucatas, carcaças de veículos e ferro velho (lance inicial de R$ 6 mil).

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

SUSPENSÃO

TCE suspende licitação para coleta de lixo por 'irregularidade' em Irati

POLÊMICA

Em documentário, Papa Francisco defende união civil entre homossexuais

DIGNIDADE

Idosos de Pinhão terão Centro de Convivência da Terceira Idade

Comentários