Massaro procura a oposição pela segunda vez

Guarapuava – Pela segunda vez consecutiva desde o dia em que assumiu interinamente o cargo, o prefeito Jorge Luiz Massaro vai à Câmara para conversar com o bloco de oposição ao prefeito licenciado Fernando Ribas Carli (PP).
Massaro (PSDB) se reuniu na manhã desta terça-feira (2) com os vereadores Admir Strechar (PMDB), Antenor Gomes de Lima (PT), Eva Schran (PHS), João Napoleão (PSDB), Nélio Gomes da Costa (PSDB), Sadi Federle (PSB) e Thiago Cordova (PPS).
O prefeito em exercício buscou nova aproximação com os oposicionistas pedindo uma parceria política em prol de Guarapuava.
Para isso, defendeu uma ação conjunta entre o Executivo e o Legislativo deixando de lado as cores partidárias e propôs a elaboração de uma agenda de visita nos bairros e distritos sempre acompanhado por vereadores. “Acho que você temos o dever de ir até a base para ouvir e atender os anseios da população”, pregou.
Massaro confessou ser simpático à elaboração do Orçamento Participativo, mas como não há tempo hábil já que, inicialmente, permanecerá à frente do Município por apenas mais 30 dias, mostrou disposição em atender pedidos feitos por vereadores a partir das demandas populares.
“Já determinei a avaliação e a execução dos requerimentos feitos pelos vereadores”, afirmou.
Outra medida acordada na manhã de hoje é a mudança no atendimento por parte do secretariado em relação aos vereadores de oposição. “Todos tem que ser tratados igualitariamente, pois trabalhamos em prol do município. Não pode haver diferença de tratamento”, disse Massaro aos vereadores.
O anúncio foi feito a partir das intervenções feitas pelos vereadores que compõem o G8 e que apontam discriminação no atendimento em secretarias municipais.
Um dos principais apelos feitos, além, do pedido para recuperação de estradas e de pontes no interior de Guarapuava, foi a concessão de reposição salarial para o funcionalismo público municipal cuja defasagem se prolonga há cerca de três anos somando um percentual de 38%.

Relacionadas

COMO ASSIM?

Bolsonaro sanciona lei que obriga uso de máscaras em locais públicos

ELEIÇÕES

Jerônimo confirma pré-candidatura à reeleição em Turvo

CAMUFLAGEM

Senadoras pedem revisão de portaria sobre feminicídio

Comentários