Ministro da Saúde Nelson Teich pede exoneração nesta sexta (15)

Em nota, pasta informou que ele pediu demissão. Teich discordou de Bolsonaro sobre uso da cloroquina e sobre medidas de isolamento

Ministro da Saúde Nelson Teich pede exoneração nesta sexta (15) (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O ministro da Saúde, Nelson Teich, deixou o cargo nesta sexta (15), antes de completar um mês à frente da pasta. Conforme o G1, em nota, a pasta informou que ele pediu demissão. Teich tomou posse no dia 17 de abril. Essa é a segunda saída de um ministro da Saúde em meio à pandemia do coronavírus. Teich havia substituído Luiz Henrique Mandetta.

Assim como Mandetta, Teich também apresentou discordâncias com o presidente Jair Bolsonaro sobre as medidas para combate ao coronavírus. Nos últimos dias, o presidente e Teich tiveram desentendimentos sobre o uso da cloroquina no tratamento da covid-19.

Além disso, Bolsonaro quer alterar o protocolo do SUS e permitir a aplicação do remédio desde o início do tratamento. Outro ponto de divergência diz respeito ao decreto de Bolsonaro que ampliou as atividades essenciais no período da pandemia e incluiu salões de beleza, barbearia e academias de ginástica.

O presidente defende uma flexibilização mais imediata e mais ampla. Assim, Teich foi chamado para uma reunião no Palácio do Planalto nesta manhã. Ele esteve com Bolsonaro e depois voltou para o prédio do Ministério da Saúde. Por fim, a demissão foi anunciada logo depois.

*(Com informações do G1)

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

AINDA DÁ TEMPO

Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 38 milhões neste sábado (24)

CUIDADO

Receita Federal alerta para sites falsos que simulam leilões do órgão

ELEIÇÕES

STF confirma que não é obrigatório portar título de eleitor para votar

Comentários