MP denuncia ex-presidente da Câmara e mais cinco réus em Cantagalo

Todos foram denunciados por organização criminosa, fraude a licitação e outros crimes cometidos na gestão de 2013 a 2014 em Cantagalo

MP denuncia ex-presidente da Câmara e mais cinco réus em Cantagalo (Foto: Arquivo/RSN)

O Ministério Público do Paraná ofereceu denúncia criminal contra o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Cantagalo (2013-2014), Estevão Damiani Júnior. Além dele, outros cinco também foram denunciados pelos crimes de organização criminosa, fraude a licitação, peculato e falsificação de documentos.

De acordo com o MP, os atos foram apurados no âmbito da Operação Cosa Nostra. São investigações sobre a atuação de agentes públicos em diversos atos de improbidade administrativa. Assim, os demais réus são o ex-diretor-geral da Câmara (2013-2014), um ex-contador terceirizado da Casa e três pessoas ligadas às três empresas com participação nos crimes.

Conforme a apuração da Promotoria de Justiça de Cantagalo, os denunciados fraudaram processos licitatórios com o propósito de obter vantagem indevida. Ainda de acordo com o MP, verificou-se que as empresas simulavam concorrência, quando na realidade atuavam como um cartel. Assim, o objetivo era direcionar os vencedores dos certames promovidos pelo Legislativo.

A partir das fraudes, os agentes públicos e os sócios-proprietários das empresas envolvidas recebiam recursos desviados dos valores que deveriam ser destinados aos pagamentos por serviços que muitas vezes sequer eram prestados. As investigações da Operação Cosa Nostra já resultaram no ajuizamento de diversas ações civis públicas e no oferecimento de outras denúncias criminais contra agentes públicos e outras pessoas envolvidas nos fatos.

Autos: 0000359-45.2020.8.16.0060

OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE A OPERAÇÃO

04/02/2020 – A pedido do MPPR, Justiça bloqueia bens de três pessoas e três empresas investigadas por fraudes em licitações na Câmara de Cantagalo

02/05/2019 – Vereador de Cantagalo é condenado a 11 anos e 3 meses de reclusão, pagamento de multa e perda do cargo público por uso irregular de diárias

01/12/2017 – TJPR mantém condenação de quatro réus por desvio de diárias na Câmara Municipal de Cantagalo

20/02/2017 – Quatro pessoas são condenadas por desvio de verbas de diárias na Câmara Municipal

18/05/2016 – Justiça atende pedido do MPPR e bloqueia bens de quatro réus da Operação Cosa Nostra

28/04/2016 – Decretada prisão de investigados por desvio de verbas em Cantagalo

11/12/2015 – MPPR investiga família suspeita de liderar organização criminosa envolvida em licitação de serviços contábeis

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

TIROS

Briga termina em tiros e deixa dois jovens feridos em Cantagalo

TEMPORAL NA REGIÃO

Temporal destelhou 30 casas em Guarapuava na madrugada de hoje (28)

PORTE ILEGAL DE ARMA

Em operação PM apreende duas espingardas e revólver de idoso

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com