Mulher desiste de denunciar marido que a agrediu e chamou de ‘puta’

De acordo com os vizinhos, que acionaram a polícia, a mulher estava sendo espancada. Ela disse a polícia que não foi agredida. O caso foi em Cantagalo

Vizinhos chamaram a polícia e disseram que a mulher estava sendo espancada (Foto: Reprodução/Pixabay)

Uma mulher que estava sendo espancada pelo esposo, conforme os vizinhos, não quis representar contra ele na noite desse sábado (16) em Cantagalo. De acordo com a Polícia Militar, as equipes foram acionadas pelos vizinhos que viram a confusão.

Ainda segundo o relato da polícia, a mulher contou aos policiais que o esposo sempre chega do trabalho lhe chamando de palavras de baixo calão. Entretanto, na noite de ontem (16) chegou de um barzinho e a chamou de puta e prostituta. Depois disso, ele partiu para cima dela e lhe deu um tapa, que pegou no pescoço dela.

Porém ela conseguiu correr, mas caindo e machucando sua perna direita. Assim, os vizinhos vieram em sua defesa e tentaram agredir o autor. Entretanto, a mulher pediu que não batessem nele, apenas que chamassem a polícia.

Desse modo, a equipe deu voz de prisão ao homem e o encaminhou até a 2 ª SDP para os procedimentos. Já a mulher, foi atendida no hospital, medicada e liberada. Além disso, o agressor também precisou de atendimento médico pois estava com antebraço esquerdo machucado.

De acordo com o homem ele teria sido agredido por vizinhos por que acharam que ele ia machucar a esposa. Ele também foi medicado e liberado. Na delegacia a vítima alegou não ter sido agredida em nenhum momento pelo autor, não desejando representar nesta oportunidade. Ela foi informada sobre o prazo decadencial de seis meses. Por fim, ela também não quis pedir medida protetiva, pois, alega que o autor irá embora para o Paraguai.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

OBRA INÉDITA

Construção de túnel sob Francisco Beltrão promete acabar com cheias

DESAPARECIDA

Adolescente de 14 anos está desaparecida em Candói

PRESOS APÓS FUGA

Duas pessoas são presas depois de ameaçarem família com arma

Comentários