Mulher é brutalmente assassinada em Quedas do Iguaçu

Zilda Alves foi baleada e agredida com golpes de facão. Marido confessou crime

(Foto: Reprodução/Diário Reservense)

Uma mulher foi brutalmente assassinada na noite de sexta feira (26), no bairro Bom Pastor, em Quedas do Iguaçu. De acordo com informações do Portal Diário Reservense, Zilda Alves, de 50 anos, foi baleada e ainda foi agredida com golpes de facão. O autor do crime, marido da vítima, foi preso em flagrante pela Polícia Militar.

O feminicídio foi registrado por volta das 21h. A neta de Zilda,de 14 anos, foi quem acionou a Polícia Militar após presenciar o crime. Segundo relatos da jovem, o homem teria agredido a mulher a golpes de facão, além de efetuar um disparo de arma de fogo.

A neta de Zilda relatou ainda aos policiais que o homem havia ameaçado a avó durante todo o dia e já havia registro de ameaça e violência sofridas pela vítima na polícia. Zilda chegou a ser socorrida pela equipe do Samu, mas morreu a caminho do hospital. O Instituto Médico Legal (IML) de Cascavel foi acionado.

Após o crime, o suspeito fugiu em um Renault Scenic, mas foi encontrado às margens da PR-484. No carro, foi encontrado o facão utilizado no feminicídio, além de luvas cirúrgicas. Segundo a polícia, inicialmente, ele negou o crime, mas acabou confessando o assassinato, afirmando que matou a esposa porque ela teria um caso extraconjugal.

Durante a abordagem, uma mulher ligou no celular do assassino, que afirmou que ela sabia dos planos para matar a esposa. A mulher foi localizada na cidade de Três Barras do Paraná e encaminhada, com o homem para a Delegacia da Polícia Civil de Quedas do Iguaçu.

A polícia apura se houve participação dela no crime. O nome do marido não foi divulgado. O facão e o carro foram apreendidos.

TRÊS FEMINICÍDIOS EM 12 DIAS

A violência contra a mulher tem ganhado destaque no Portal RSN. Esse é o terceiro caso de feminicídio em 12 dias, e o segundo esta semana Região. Na quinta (25) à noite, Soeli Aparecida dos Santos de 45 anos foi morta a tiros pelo ex-marido em Pinhão.

No último dia 15 de abril, Universinda de Abreu, de 45 anos, conhecida como ‘Versa’, foi assassinada pelo ex-companheiro dentro de casa no bairro Industrial em Guarapuava. O assassino confessou o crime e já foi indiciado por feminicídio.

Relacionadas

MODELO CÍVICO-MILITAR

Direção de escola chama a polícia para conter tumulto em Prudentópolis

CAPOTAMENTO E MORTE

Motorista de caminhão-boiadeiro morre após capotamento em Turvo

VIOLÊNCIA NO CAMPO

Polícia segue duas linhas de investigações na morte de líder do MST

Comentários