PC e Penal desativam carceragem anexa à delegacia de Palmital

Os policiais transferiram nesta quinta (17) os 37 detentos que se encontravam no Setor de Carceragem Temporária (SECAT)

PC e Penal desativam carceragem anexa à delegacia de Palmital (Foto: Ascom/Polícia Civil)

Na manhã desta quinta (17), a Polícia Civil e a Penal desativaram a carceragem temporária anexa à delegacia de Palmital. A PC de Laranjeiras do Sul, os policiais da delegacia de palmital e os policiais penais de Laranjeiras do Sul e de Guarapuava transferiram os 37 detentos que se encontravam no Setor de Carceragem Temporária (SECAT). De acordo com a PC, a ação faz parte do plano elaborado pelos dois órgãos para a formal desativação do local.

Desse modo, a Polícia Penal (DEPEN) fará a administração total dos presos. Assim, fazendo cessar o desvio de função ao qual os policiais civis historicamente se encontravam. Dessa maneira, as delegacias de polícia que fazem parte da 2ª SDP conseguirão focar na investigação para elucidar a maioria dos crimes comuns.

OUTRAS TRANSFERÊNCIAS

No dia 20 de novembro, o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) transferiu 29 presos da Cadeia Pública de Guarapuava para a Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG). Além disso, a equipe levou 75 presos da PIG para a Cadeia Pública de Irati. E da Cadeia Pública de Irati, dois presos foram para a PIG e 31 para o Cadeião de Guarapuava.

Já no dia 30 de julho, o Depen transferiu presos de Pitanga para Guarapuava, com exceção dos que estavam na ala conhecida como ‘seguro’. O mesmo ocorreu com os presos de Manoel Ribas. Desse modo, 48 mulheres que estavam presas em Guarapuava foram transferidas para a cadeia de Pitanga, junto com outras seis que estavam presas em Manoel Ribas, transformando a cadeia pública de Pitanga em unidade exclusivamente feminina.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PRISÃO E APREENSÃO

Choque prende grupo por tráfico de drogas em Prudentópolis

LUTO

Santa Casa de Irati lamenta morte de médica por covid-19

COMEÇOU O ALERTA

Sesa registra 1º caso suspeito de febre amarela em Cantagalo

Comentários