PM registra quatro ocorrências de violência doméstica em Irati

No caso mais grave de violência doméstica, a mulher se negou a manter relações sexuais com ex-marido e foi agredida. Ela deu três facadas no agressor

PM registra quatro ocorrências de violência doméstica em Irati (Foto: Reprodução/Pixabay)

O natal foi violento em Irati. Nesse dia 25, a Polícia Militar registrou quatro ocorrências de violência doméstica na cidade. Assim, conforme a PM, às 8h dessa quarta (25) a equipe se deslocou até o bairro Alto da Lagoa, onde uma mulher relatou aos policiais que seu ex-marido a agrediu com chute na barriga e ainda puxou seus cabelos.

Além disso, conforme informou a vítima, o agressor a ameaçou de morte e de atear fogo em sua casa. O motivo alegado por ele foi o fato da ex-mulher se negar a manter relações sexuais com ele. Ela disse aos policiais que tem medida protetiva com o ex-marido, mas que retirou devido ameaças que ele fazia contra ela.

O agressor fugiu pela janela dos fundos da casa com a chegada da polícia. Porém, às 9h30, a vítima acionou novamente a PM, relatando que estava na casa de seu pai, quando o ex-marido invadiu o local, segurando-a pelos braços e dizendo que iria matá-la.

O ex-marido ainda disse que tinha feito estragos na casa da ex-mulher, e tomou o celular das mãos dela. Temendo pela vida, a vítima pegou uma faca e deu três golpes no agressor, que saiu correndo dizendo que iria pegar um revólver para matá-la.

Conforme a PM, o ex-marido foi socorrido no pronto atendimento municipal, de onde após ser medicado foi levado para a Delegacia da Polícia Civil de Irati. A casa da vítima estava com vidros das janelas e porta quebrados. O celular foi entregue na Secretaria de Saúde de Irati pelo padrasto do agressor.

SEGUNDA AGRESSÃO

O segundo registro ocorreu às 19h no Jardim Califórnia. Uma mulher disse aos policiais que teve um desentendimento com o marido e que ele a agrediu com socos na cabeça e com uma mangueira de jardim. A mulher ficou com hematomas nas pernas e braços.

Ainda conforme a PM, a vítima ligou para a mãe pedindo ajuda. E ao chegar, também foi agredida pelo genro. O homem foi preso e todos os envolvidos foram levados para a Delegacia da Polícia Civil.

TERCEIRA AGRESSÃO

A terceira ocorrência envolvendo violência doméstica aconteceu na Vila Matide por volta das 23h35. Assim, a equipe policial foi até o endereço para dar apoio ao corpo de bombeiros que já estava no local. Conforme uma mulher, o marido a agrediu e fugiu em seguida.

O agressor não foi encontrado. A vítima foi encaminhada pelos bombeiros para o pronto socorro para atendimento médico. E depois orientada a comparecer à delegacia para dar continuidade ao procedimento. A polícia não informou como o marido agrediu a mulher, nem quais ferimentos foram causados pelo agressor.

QUARTA AGRESSÃO

E por fim, por volta das 23h55, a Polícia Militar atendeu a quarta ocorrência de violência contra a mulher em Irati. Assim, a equipe foi até o endereço na região Central da cidade, onde a vítima disse aos policiais que o ex-marido foi até o seu trabalho com o filho menor de idade e fez manobras bruscas com o carro.

Além disso, o ex-marido disse que deixaria o filho na rua. A mulher informou aos policiais que possui guarda compartilhada do filho com o agressor. A PM foi até a casa do ex-marido, mas a residência estava fechada. Ele não foi encontrado pelos policiais.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Reserva do Iguaçu e Palmital recebem caminhões compactadores de lixo

CADEIA PÚBLICA

Morador de Guarapuava é preso após invadir cadeia de Pitanga

POLÍTICA

Aliel entrega equipamentos e recursos para a Saúde em Rebouças

Comentários