PRF faz perseguição e apreende mais de R$ 500 mil em eletrônicos

Um homem de 31 anos foi preso em flagrante

*Reportagem com vídeo

No início da noite dessa quinta (16), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu uma grande quantidade de produtos eletrônicos em Cascavel. Durante uma fiscalização na BR-467, o motorista da caminhonete GM S-10 com placas de Curitiba desobedeceu a ordem de parada dos policiais rodoviários e fugiu.

No vídeo abaixo, acompanhe a perseguição cinematográfica que começou na rodovia, passou por ruas da cidade em pleno horário de pico e terminou no centro de Cascavel.

Parecia cena de filme. Após fazer várias manobras perigosas, com velocidade acima da permitida, avançar sinal vermelho, passar por cima de calçadas, o motorista entrou no estacionamento de um supermercado, abandonou a caminhonete e saiu correndo.

Em uma esquina próxima ao mercado uma pick up VW Saveiro com placas de Cascavel esperava o motorista e deu continuidade à fuga. O motorista da Saveiro saiu em alta velocidade e bateu na lateral de um GM Corsa que era dirigido por uma mulher.

(Foto: Reprodução/YouTube)

O Saveiro foi localizado em um condomínio da cidade e o motorista de 31 anos que prestou auxílio na fuga foi preso em flagrante pelos crimes de direção perigosa, fuga de local de acidente e associação criminosa. Abaixo, o vídeo da apreensão dos dois veículos e a prisão do motorista da Saveiro.

Ele relatou para equipe da PRF que ajudou o amigo a fugir e se negou a passar a identificação do outro motorista. A caminhonete GM S-10 estava carregada com eletrônicos diversos como celulares, HD’s externos, relógios e pendrives.

Os produtos e os dois veículos foram levados com o motorista preso até a Polícia Federal de Cascavel. A mercadoria foi estimada em mais de R$ 500 mil.

(Foto: Ascom/Polícia Rodoviária Federal)

Relacionadas

CASA PRÓPRIA

Projeto do Estado vai construir 34 novas casas em Rio Azul

CONTENDO CHAMAS

Família perde bens em incêndio que atingiu três casas em Palmital

DISPAROS

Homem de 40 anos sofre tentativa de homicídio em Laranjal

Comentários