PRF volta a fiscalizar rodovias federais com radares móveis

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal cinco mil quilômetros de rodovias estão cobertos pela fiscalização dos radares móveis

Os equipamentos móveis foram recolhidos em agosto após a publicação de um despacho do presidente Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação/PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que todas as suas superintendências estaduais retomaram o uso de radares móveis na fiscalização das rodovias federais. Na semana passada, uma decisão da Justiça determinou da volta do uso de medidores de velocidade móveis e portáteis em todo o país.

Segundo a PRF, cinco mil quilômetros de rodovias estão cobertos pela fiscalização dos radares móveis, que será intensificada em 500 trechos com maior ocorrência de acidentes. Em nota à imprensa, a PRF também afirmou que a fiscalização é pautada pela “observância dos requisitos legais estabelecidos”. A fim de promover a segurança viária e a preservação da vida.

No dia 16 de dezembro, o juiz Marcelo Gentil Monteiro, da 1ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, atendeu a um pedido liminar feito pelo Ministério Público Federal (MPF). Assim,  determinou que a Polícia Rodoviária volte a usar os radares móveis.

Os equipamentos móveis foram recolhidos em agosto após a publicação de um despacho do presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, foram revogados atos administrativos sobre a atividade de fiscalização eletrônica de velocidade em rodovias e estradas federais para que novos estudos sobre o uso do equipamento fossem feitos.

Relacionadas

QUEDA DO WHATS

Em tempo de conexão, queda do WhatsApp deixa usuários apreensivos

IMPACTO COVID

Covid-19: Governo prorroga programa de redução de salários e jornada

RETOMADA

Campanha 'Juntos pelo Cinema' ganha força nacionalmente

Comentários