‘Tec do Bem’ conclui a entrega de 500 máscaras e entra em segunda fase

Porém, o grupo precisa agora de costureiras voluntárias para a confecção de 30 mil aventais para os hospitais e recursos financeiros para mais material

‘Tec do Bem’ conclui a entrega de 500 máscaras e entra em segunda fase (Foto: Tec do Bem)

A produção de peças para profissionais de saúde não para um minuto sequer, desde as primeiras horas do dia, até tarde da noite em Guarapuava. São máscaras, aventais, proteção para trinco de portas para os hospitais, num mutirão que reúne dezenas de pessoas no grupo ‘Tec do Bem’.

Esse grupo agrega vários profissionais que compõem o setor de tecnologia na cidade. Enquanto alguns produzem máscaras de procedimento que complementam o equipamento de proteção individual, outros fazem testes com modelos, qual o material mais adequado e pesquisa em busca do melhor preço. Não se para um minuto sequer.

Impressão 3D (Foto: Tec do Bem)

De acordo com o empresário Rui Primak, um dos membros do ‘Tec do Bem’, a primeira etapa do projeto atinge a meta nesta terça (31). Assim, já foram produzidas 500 máscaras. As peças foram distribuídas entre os hospitais São Vicente e Santa Tereza, Cisgap, Unicentro, Hemocentro e Instituto do Câncer. “Hoje vamos entregar para o IML”.

Conforme Primak, o recurso para essa etapa foi doado pela prefeitura e por pessoas que tinham e que doaram material, principalmente, para impressões em 3D. Porém, agora serão produzidas novas peça para atender dentistas, a 5a Regional de Saúde e nova remessa ao instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava.

Corte a laser (Foto: Tec do Bem)

SEGUNDA ETAPA

A campanha liderada pela Associação Comercial e Empresarial de Guarapuava (Acig), lojas maçônicas e Rotary Club arrecadou cerca de R$ 100 mil. Segundo Rui Primak, essa soma foi utilizada na compra de luvas, máscaras e outros equipamentos de proteção individual. “Esse material foi entregue aos dois hospitais da cidade”.

Porém, o restante foi investido na compra de mais materiais. São peças inteiras de SMS, uma espécie de TNT apropriado para máscaras, lençóis e roupas hospitalares descartáveis.

PRECISA-SE DE COSTUREIRAS

Entretanto, para isso se faz necessária a participação voluntária de costureiras. De acordo com Giane Mary, que coordena esse setor, serão confeccionados 30 mil aventais para os hospitais. Assim, as voluntárias devem entrar em contato com Giane pelo número (42) 9 9964-2142 para outras informações.

RECURSOS

Para essa segunda etapa o grupo enfrenta a dificuldade na aquisição de materiais para impressoras 3D e para o corte a laser.

(Arte: Divulgação/Tec do Bem)

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

SINAIS DE ALERTA

Setembro Amarelo e o suicídio: quando a dor começa cedo

MEIO AMBIENTE

Audiência pública apresenta sugestões sobre resíduos sólidos dia 30/09

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com