Três colégios do NRE de Guarapuava já escolheram formato cívico-militar

Os colégios são Heitor Rocha Kramer de Guarapuava, Edite Cordeiro Marques em Turvo e Michel G. P. A Reydams em Reserva do Iguaçu

Três colégios do NRE de Guarapuava já escolheram formato cívico-militar (Foto: Ilustrativa)

A comunidade escolar de três escolas pertencentes ao Núcleo Regional de Educação sediado em Guarapuava, já definiu nessa quarta (28), em consulta pública, o futuro de um dos três colégios indicados para o novo formato cívico-militar em Guarapuava, proposto pelo Governo do Paraná.

Trata-se do colégio Heitor Rocha Kramer. Além disso, outros dois colégios pertencentes ao Núcleo Regional de Educação, também já tiveram quórum mínimo, e decidiram pelo novo formato. São eles: colégio Estadual Edite Cordeiro Marques em Turvo. E em Reserva do Iguaçu, a comunidade aprovou o novo formato para o colégio Estadual Michel G. P. A Reydams.

Entretanto, conforme a chefe do NRE, Edil Spínola, ainda faltam três colégios indicados. Em Guarapuava, estão indefinidos ainda o futuro dos colégios Mahatma Gandhi e Manoel Ribas. E um colégio de Pinhão. “Nesta quinta segue a consulta nos três colégios que ainda não atingiram o quórum mínimo, para sim ou para não em relação ao novo formato”.

De acordo com o NRE, a estrutura administrativa e de funcionários continuará com o mesmo número. Além disso, conforme Edil Spínola, o benefício desse novo modelo para a comunidade é muito grande. “Principalmente, na parte da educação disciplinar”.

NÃO HAVERÁ TESTE SELETIVO

Assim, segundo a chefe do NRE, conforme o porte da escola, haverá um diretor civil, um militar e entre dois e quatro monitores militares. Além disso, para entrar nas escolas cívico-militares não haverá teste seletivo. De acordo com Edil Spínola, o aval para a matrícula será o desejo dos pais e do aluno em questão. “Quem já estiver matriculado continuará na escola”.

Porém, segundo o NRE, se houver mais interessados do que o número de vagas, será aberta uma lista de espera. Quem estiver matriculado ganhará o uniforme militar de gala que será enviado pelo Governo do Paraná.

(Foto: Rodrigo Felix Leal)

PRORROGADA

A Secretaria da Educação e do Esporte do Paraná prorrogou até sexta (30), o prazo de votação na consulta pública que vai decidir sobre a migração de 216 escolas tradicionais para o modelo Cívico-Militar. O novo prazo permite que as escolas atinjam o quórum mínimo – mais da metade da comunidade escolar precisa registrar voto.

De acordo com a Agência Estadual de Notícias, até o início da noite dessa quarta (28), 70% do quórum mínimo dos pais, alunos, funcionários e professores somando todas as escolas selecionadas tinham participado, o que representa mais de 48 mil pessoas. Das 216 escolas, 52 delas já alcançaram quórum mínimo, com maioria dos votos a favor do novo modelo.

Entretanto, durante esta quinta e sexta, as escolas continuarão com o processo de consulta pública. A comunidade escolar precisa ir presencialmente às instituições, entre às 8h e 20h. O resultado total da votação será divulgado na sexta (30).

CONSULTA PÚBLICA

De acordo com a Secretaria de Educação, fazem parte da comunidade escolar professores, funcionários e pais de alunos matriculados na instituição. Caso o estudante seja maior de idade (18 anos), também participa da consulta. Entretanto, para votar na consulta pública é necessário levar documento pessoal com foto, e recomenda-se que cada pessoa leve sua própria caneta.

Assim, pais ou responsáveis votam de acordo com o número de estudantes matriculados sob tutela na escola. Desse modo, uma mãe com três filhos pode votar até três vezes.

Estão sob consulta da comunidade, colégios em Regiões com alto índice de vulnerabilidade social, baixos índices de fluxo e rendimento escolar, conforme a legislação aprovada pela Assembleia Legislativa.

Por fim, as escolas também precisam estar em municípios com ao menos duas escolas estaduais na área urbana.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

ALTA PROCURA

Faculdade Guarapuava formou 200 profissionais de contabilidade

LER FAZ BEM

Bibliotecas da Unicentro indicam livros do acervo no Instagram

GUARAPUAVA

Capital da Cevada e do Malte agora tem curso técnico de mestre cervejeiro

Comentários