Três recordes de natação foram quebrados

Na natação três recordes foram quebrados na primeira etapa da modalidade, na manhã deste sábado (30), nos 49.º Jogos Universitários do Paraná (Jup’s), em Guarapuava. Um foi na prova dos 50 metros costas, no masculino, com Ricardo Kikuchi, da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), do Campus Medianeira, com a marca de 26 segundos e 66 décimos; outro nos100 metros livre, no feminino, com Flávia Borges, da Faculdade Dom Bosco, de Curitiba, com o tempo de 1 minuto, 2 segundos e 25 décimos; e o terceiro no revezamento 4 x 100 metros livre, no masculino, pela equipe da UEM (Universidade Estadual de Maringá), de Maringá, com o tempo de 3 minutos, 45 segundos e 86 décimos.
Já a primeira medalha de campeão da modalidade, nas águas da piscina de 25 metros da Escola de Natação Skipper, foi na prova de 1.500 metros livre, masculino, com Bruno Igor de Oliveira, também da Faculdade Dom Bosco. Terminou a prova com o tempo de 17 minutos, 4 segundos e 51 décimos, com uma vantagem de quase dois minutos sobre o segundo colocado.
A critério da Federação Paranaense de Desportos Universitários, os que alcançarem os melhores índices nas provas serão convidados para representar o Paraná nas Olimpíadas Universitárias, de 14 a 23 de agosto, em Fortaleza, capital do Ceará. A terceira e última etapa em Guarapuava será na manhã deste domingo, quando serão conhecidos todos os medalhistas da natação.
O recorde de Ricardo Kikuchi era até esperado, uma vez que a melhor marca até então era dele mesmo, na competição do ano passado, em Paranavaí, quando completou a prova em 28 segundos e 03 décimos. A participação dele neste ano foi a segunda nos Jogos Universitários, quando esteve melhor preparado.
Ricardo é o recordista paranaense dos 50 metros costas, com a marca de 27 segundos e 29 centésimos conseguida este ano. Nos Jogos Abertos Brasileiros, na semana passada, em Maringá, ficou em terceiro lugar nos 50 e 100 metros costas. Ricardo, de 19 anos, é de Foz do Iguaçu e compete também pela Associação de Pais e Atletas de Desportos Aquáticos de Foz do Iguaçu (Apadafi). Ele faz o curso de Manutenção Industrial.

Flávia Borges
O recorde de Flávia Borges, participante pela primeira vez dos Jogos Universitários, também não foi surpresa, não só por ser atleta da seleção brasileira como por ser uma recordista de títulos em várias provas nas competições oficiais do Paraná.
Nos Jogos Abertos do ano passado, em Cascavel, por exemplo, dos 10 recordes quebrados, dois foram delas: na prova dos 50 metros livre (27 segundos e 26 décimos) e nos 100 metros livre (58 segundos e 19 décimos).
Além dos dois recordes, em 2008, Flávia Borges, conquistou ouro nos revezamentos 4×50 e 4×100 metros livre e 4×100 medley. Foi eleita a atleta de natação do ano, do sexo feminino. Nos Jogos Colegiais do Paraná, Flávia também colecionou títulos, desde que foram retomados, em 2003.
Pela seleção brasileira Flávia conquistou, só este ano, em Mar Del Plata, na Argentina, três provas no Sul-Americano: 100 metros livres, revezamento 4 x 100 metros livres e revezamento 4 x 100 metros medley.
Flávia Tamburi Borges, de 18 anos, natural de Ponta Grossa e que morou a maior parte da vida em Umuarama, além da Faculdade Dom Bosco compete pelo Clube Curitibano, em Curitiba, onde treina.

Fonte: Coordenação de Comunicação da Paraná Esporte (Moacir Domingues)
Foto: Rafael Dittrich

Relacionadas

Operário enfrenta o Cruzeiro nesta quarta (20) no 'Brasileirão Série B'

ESPORTE

Largada do Campeonato Paranaense será em fevereiro

APOIANDO O ESPORTE

Municípios receberam R$ 35 milhões em materiais e equipamentos esportivos

Comentários