Vacina contra febre amarela segue disponível em Guarapuava

O combate ao vírus da febre amarela continua sendo prioridade. A Secretaria de Saúde lembra a população que macacos não transmitem a doença

Recentemente um macaco morreu na Região de febre amarela (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

Com o verão e as viagens de férias, os cuidados com a saúde devem ser redobrados. Em Guarapuava, o combate ao vírus da febre amarela continua sendo prioridade, principalmente após um caso da doença ter sido identificado em um macaco na Região recentemente.

Assim, a Secretaria de Saúde está disponibilizando mais de 600 doses da vacina aos guarapuavanos. “Neste ano, estamos reforçando a vacina para crianças de 4 a 7 anos de idade. Pedimos aos responsáveis que levem os pequenos até o posto de saúde mais próximo para tomarem a segunda dose. Também lembramos à população para que procurem as unidades de saúde com sua carteirinha de vacinação e cartão SUS”, destacou o secretário de Saúde, Celso Goes.

Além disso, a doença pode contaminar macacos e humanos, desde que a pessoa infectada esteja sem a vacina. Entretanto, a transmissão é feita somente pela picada do mosquito haemagogus sabethes, nas áreas silvestres, e nas áreas urbanas pelo mosquito Aedes Aegypti. “Para pessoas com mais de 7 anos, a dose da vacina é única. Quem nunca tomou, deve procurar um posto de saúde e realizar a prevenção. Com as férias, muitas pessoas vão para o interior, regiões com mato, florestas, locais com mais mosquitos. O Estado monitora os macacos e sempre quando é notificado sobre a morte de alguma espécie, são coletadas amostras para que seja identificado se na região há circulação do vírus”, alertou o enfermeiro do departamento de epidemiologia da 5ª Regional, Tiago Kanarek Santos.

NA CIDADE

Em Guarapuava, nenhum caso de febre amarela foi diagnosticado. Para manter este quadro, é necessário que a população esteja atenta a prevenção e aos sintomas. “A doença pode ser confundida com uma virose, por apresentar sintomas como febre, dor de cabeça, mal estar e dor atrás dos olhos. Mas com o passar dos dias, a situação pode se agravar, levando à internação e até a morte. Após a vacina, o corpo precisa de 10 dias para produzir anticorpos, então a pessoa ainda corre risco de ser infectada”, completou o enfermeiro.

No município, todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde) estão disponibilizando a vacina, para a faixa etária entre nove meses e 59 anos, com exceção da unidade do Feroz. Para se imunizar é necessário apresentar a carteira de vacinação, cartão do SUS e um documento com foto. As unidades de Pronto Atendimento do Batel, Primavera, e Trianon não fornecem a vacina.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

DIAS DAS BRUXAS

Até domingo (1), tem Halloween no Shopping Cidade dos Lagos

NO FERIADO

Órgãos da administração pública ficam fechados durante o feriado

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

Comentários