Viagens interestaduais são liberadas com fiscalização no Paraná

Após decreto do presidente Bolsonaro que ampliou a lista de atividades essenciais, a Secretaria da Segurança Pública está fiscalizando os ônibus

A Secretaria da Segurança Pública está fiscalizando os ônibus (Foto: Reprodução/Daniel Castellano/SMCS)

O governo federal liberou as viagens interestaduais. Por isso, a Secretaria da Segurança Pública (Sesp) do Paraná está fiscalizando os ônibus. Na segunda (4), o governo do Estado informou que a Sesp já está fazendo abordagens nos ônibus que chegam de outros Estados. Assim, monitoram e orientam os viajantes sobre os principais cuidados para conter a disseminação do coronavírus.

No Paraná, o governador Ratinho Junior havia determinado, no dia 20 de março, que ônibus interestaduais não entrassem no Estado. Entretanto, quem define a operação rodoviária interestadual e internacional é a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

De acordo com o decreto emitido pelo presidente Jair Bolsonaro, a lista de atividades essenciais foi ampliada, como é o caso do transporte por ônibus entre Estados e Países. Com isso, o governo estadual não tem a opção de bloquear as viagens. Desse modo, a solução encontrada para manter a proteção dos passageiros e motoristas é o monitoramento da Sesp.

PARANÁ

O governador Ratinho Junior havia ampliado a restrição para que o isolamento fosse respeitado. Assim, a ala estadual de rodoviárias deveria permanecer fechada. No mesmo dia, em 20 de março, Bolsonaro questionou a gravidade da Covid-19. Com isso, a doença passou a ser contestada e as medidas foram afrouxadas.

Segundo o Portal G1, essa era uma precaução para evitar que o novo coronavírus se espalhasse entre os Estados, como afirmou Ratinho Junior. O intuito era diminuir a circulação no Paraná, que já têm 1.562 casos confirmados e 94 mortes. Em Guarapuava, 16 pessoas foram diagnosticadas com a doença.

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, cerca de 100 ônibus passam pela rodoferroviária diariamente. Mas, antes da pandemia o número era seis vezes maior, com 600 ônibus, o que pode voltar a acontecer.

Leia outras notícias no Portal RSN.

*(Com informações do G1)

 

Relacionadas

COMO ASSIM?

Bolsonaro diz que a Amazônia é 'úmida' e 'só pega fogo pelas bordas'

NO TRÂNSITO

Hoje inicia a Semana Nacional do Trânsito em todo o país

NÚMEROS ASSUSTADORES

Insegurança alimentar cresce e atinge mais três milhões de pessoas

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com