14º Enterro do Leitão: tradicional cervejada universitária de Guarapuava está chegando

Festa deve atrair três mil pessoas ao Parque de Exposições Lacerda Werneck em 13 de abril

(Foto: Junior Ehlke/Divulgação Enterro do Leitão)

A união entre amigos para comemorar o aniversário que virou uma das maiores e mais tradicionais festas universitárias de Guarapuava. Foi assim que em 2005 surgiu a primeira edição do Enterro do Leitão, em uma república de estudantes de agronomia, no campus Cedeteg. O nome, bastante inusitado, guarda uma história tão atraente quanto.

“É uma junção de duas festas: o aniversário de uns rapazes da cidade e a República Zona. Na época, o churrasco de aniversário tinha como nome NiverFest, quatro, cinco amigos que comemoravam e a República fez a primeira. E o nome veio porque na primeira festa eles assaram um leitão no rolete e passaram a semana nos preparativos porque tiveram que matar o leitão. Eles ganharam ele vivo, tiveram que matar, temperar, daí ficou o enterro porque eles ficaram uma semana nesse ritual. Fizeram o velório, ficaram velando por dois dias enquanto o leitão estava no tempero, aí ficou como se fosse um enterro mesmo”, contou Eduardo Van Der Neut, atual integrante da organização da festa.

Organizadores da cervejada no ‘enterro do leitão’ em uma das primeiras edições da festa (Foto: arquivo/Enterro do Leitão)

Segundo ele, depois da República Zona, a cervejada passou por diversos espaços de festas guarapuavanos como o Ponto na rua Saldanha Marinho, o antigo Boliche da XV, o estacionamento do Pahy, o Chay Hall e, atualmente, ocorre no Parque de Exposições Lacerda Werneck. Até a 8ª edição, segundo Eduardo, a festa mantinha a tradição do porco no rolete, mesmo que a oferta não gerasse lucro aos organizadores.

O foco era se divertir e isso que era o importante. Mas a festa começou a passar de mil pessoas e se tornou inviável fazer carne para tanta gente, passaria de 200 leitões para isso. Imagina o espaço que precisaríamos. Com o crescimento, aumentou nossa responsabilidade com segurança, organização, documentação e optamos por mudar o foco.

(Foto: arquivo/Enterro do Leitão)

Eduardo ainda mora na República Zona e continua na organização da Festa em parceria com Eliezer Goulart. Juntos, eles planejam a 14ª edição do Enterro do Leitão, que ocorre no dia 13 de abril e que espera atrair três mil pessoas até o Lacerda Werneck. Hoje, segundo o organizador, a festa investe em atrações de peso para o público universitário e em uma forte divulgação regional.

Priorizamos os ritmos de maior preferência do nosso público: o sertanejo e o funk. Teremos Lucas e Matheus e o Mc MM na edição deste ano e dois palcos para as atrações que vão guiar a festa em mais de cinco horas de open bar. Teremos também o grupo Alto Astral, Gabriel Harry, DJ Sid e Putz Hits. Sabemos que existem várias excursões de cidades da região como União da Vitória, Pitanga, Turvo direto pro evento. Estamos fazendo blitz em bares, venda de canecas, bonés, camisetas personalizadas e parcerias com digital influencers guarapuavanas para expandir ainda mais essa festa.

(Foto: Junior Ehlke/Divulgação Enterro do Leitão)

Com tamanho reconhecimento, a festa também abre espaço para solidariedade e ação social. Há vários anos, a organização arrecada 1 kg de alimento na entrada e distribui as doações para instituições sociais da cidade.

Em 2018, mais de duas toneladas foram entregues ao Centro de Nutrição Renascer. Este ano, de acordo com Eduardo, quatro entidades, entre elas o S.O.S e o Vidas por Vidas receberão as arrecadações da 14ª edição do Enterro do Leitão.

Equipe da organização da Festa no Centro Renascer, em Guarapuava, para entrega das doações (Foto: arquivo/Enterro do Leitão)

Em 13 de abril, os portões serão abertos às 16h e a festa open seguirá até às 21h30. Mais de cem pessoas trabalharão no dia da cervejada, sendo 50 delas apenas para garantir a segurança aos participantes.

Se você se interessou pela festa guarapuavana e não quer ficar de fora, os ingressos ainda estão disponíveis. A venda ocorre no Restaurante KM, Posto Box e pelo site KDM Ingressos. Mas não esqueça: a doação de 1kg de alimento é obrigatória!

Relacionadas

PREMIAÇÃO

Artigo da Unicentro sobre turismo é premiado em fórum internacional

É DIREITO!

População LGBTI+ tem acesso a serviços socioassistenciais

TORNANDO SONHOS REAIS

O sonho de Márcio pode se tornar real, ajude participando da Vakinha on

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com