As faces de um artista: Tom Zawa se reinventa durante a quarentena

Conheça a história do jovem guarapuavano que canta, atua, dança e ainda busca formas de se conectar com as pessoas através da arte

Tom Zawa é um artista de Guarapuava que está ganhando cada vez mais espaço (Foto: Divulgação)

A arte é expressão, é alma e o que nos salva em momentos de tristeza. Sem ela, seria impossível sobreviver. Afinal, a arte imita a vida e a vida imita a arte. Tom Zawa acredita e vive isso desde 2016, quando se apresentou em uma peça de teatro pela primeira vez. Músico e ator, se desdobra para vivenciar a cultura em todos os seus aspectos, inovando e estudando para apresentar o melhor.

Eu canto há 3 anos, toco piano há 2 e danço há menos tempo ainda. É por isso que eu me chamo de jovem artista, e a cada novo passo que eu dou sinto que esse é um caminho que leva uma vida inteira.

O jovem, cresceu ouvindo clássicos do pop e do rock e hoje, acredita que esses estilos fazem parte da vida e personalidade que construiu ao longo do tempo. Atualmente, Beethoven e Mozart são músicos que encantam seu coração e aguçam sua curiosidade para um repertório eclético. Além disso, Tom é compositor, as canções que está escrevendo trazem o pop, mas não da maneira que as pessoas já estão acostumadas a ouvir. Une o inédito as memórias, ao escutar a melodia você pode viajar entre as notas e acreditar que já ouviu antes, porém de um jeito diferente.

O jovem é músico, ator e compositor. Seu trabalho pode ser encontrado em suas redes sociais (Foto: Divulgação)

Para ele, é um meio de externizar mensagens. “Não é como se a música fosse uma ferramenta que tenho de expressar, mas como se me tivesse como uma forma de entregar recados de algum lugar. Algumas músicas são sopradas no meu ouvido e minha única saída é escrever e cantar.

ARTISTAS NA QUARENTENA

É hora de encorajarmos doações e compartilharmos aquilo que temos. Em Guarapuava, inclusive, temos muitos artistas e já vi algumas iniciativas pra apoiar esses profissionais. É o suficiente? Não tenho certeza. Mas, só vamos sair dessa crise se permanecermos juntos.

A chegada do novo vírus nos trouxe um cenário de incertezas. Desse modo, é difícil falar sobre o dia de amanhã, sem ao menos saber como será o de hoje. Os artistas são diretamente afetados pela crise, já que não é possível aglomerar pessoas para apresentações. Assim, dificultado a área e exigindo que se reinventem. De acordo com Tom Zawa, a crise afeta em grande proporção o meio cultural. “Grande parte dos profissionais dependem de eventos para manter seu sustento, muitos agora recebem auxílio do governo e solidariedade da comunidade em que vivem”.

Com a quarentena, o artista precisou se reinventar e utilizar a tecnologia como uma grande aliada (Foto: Divulgação)

O jovem está postando vídeos em seu canal toda semana, para compartilhar conteúdo e entretenimento, ajudando aqueles que estão deprimidos ou entediados no isolamento. As pessoas podem acompanhar o trabalho através do site e das redes sociais, que funcionam também como um portfólio virtual de cada novo projeto. Portanto, a tecnologia se tornou uma forte aliada nesse momento de reinvenção.

A arte é imprescindível a qualquer ser humano em todos os momentos. Mas é nessas horas que percebemos como não vivemos sem ela. É preciso valorizar aquilo que nos faz sentir prazer em viver e nos transforma em cada novo olhar.

Para Tom, as apresentações em lives tornam tudo mais humano, já que possibilitam a conexão em tempo real. A música tem o poder de unir e alegrar as pessoas e o intuito é proporcionar momentos especiais. Além disso, o apoio e carinho recebidos estimulam os profissionais.

Tom vai compartilhar músicas em suas redes sociais, o trabalho será gravado em casa e as apresentações vão ser acústicas. Conforme o artista, o mais importante é seguir informado os locais e famílias que precisam de doações. “Eu quero usar o canal pra lembrar das instituições e pessoas que estão recebendo e conversar sobre as dificuldades que estamos enfrentando como indivíduos, sociedade e também como artistas. Não podemos esquecer que é o momento de ajudar quem precisa e isso é o mais importante de tudo”.

Siga no Instagram, acompanhe o Site e se inscreva no canal do Youtube

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CULTURA

Biblioteca Pública lança novas edições de projetos infantis

CULTURA

Oficinas virtuais do MON já alcançaram mais de 165 mil pessoas

CULTURA

Grupos de leitura ajudam a adquirir conhecimento na quarentena

Comentários