Aventureiro que fará percurso de bicicleta pela América do Sul faz parada em Guarapuava

Bruno Roloff, de Curitiba, pretende passar por pelo menos sete países

Bruno e sua companheira de duas rodas, durante uma parada em Irati (Foto: Arquivo pessoal)

O fotógrafo viajante Bruno Posnik Roloff, de 35 anos, está em Guarapuava fazendo uma breve parada em sua aventura pela América do Sul. Ele iniciou sua viagem na quarta feira (5), saindo de Curitiba e fazendo paradas em Palmeira e Irati, até chegar em Guarapuava na última sexta (7).

Bruno aproveitou para passar o final de semana com parte da família que reside na cidade, antes de seguir seu trajeto por sete países nos arredores do Brasil. Amanhã (11), ele segue viagem em direção à Foz do Iguaçu. Depois, Bruno pretende seguir para o interior de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, até a cidade de Uruguaiana, onde começa a internacionalização do seu tour, adentrando na Argentina. O aventureiro continuará para o Chile, Bolívia, Peru, Equador e Colômbia. Bruno ainda deixa em aberto a possibilidade de passar também pelo Panamá e Costa Rica antes de regressar.

O viajante conversou com o Portal RSN e contou que em 2016 adotou o Cicloturismo como estilo de vida e, desde então, começou a desenvolver a vontade de viver viajando sobre duas rodas.

O fotógrafo viajante Bruno Roloff visitou a redação da RSN na tarde desta segunda feira (10) (Foto: Amanda Pieta/RSN)

“Queria me desprender da rotina e viver na estrada, por isso resolvi unir a fotografia com a minha jornada de bicicleta, pois já exercia a profissão desde 2012”, contextualiza.

Com as malas na parte traseira e o equipamento fotográfico guardado na frente da bicicleta, a ideia de Bruno é pedalar e fotografar, documentando as culturas dos lugares por onde passa. A prioridade do viajante é acampar no interior das cidades, aproveitando também um pouco das paisagens naturais ao longo do trajeto.

Durante o percurso, Bruno quer fazer exposições de suas fotos. No final de cada etapa, ele pretende usar as fotografias para compor guias turísticos em forma de livretos, com algumas dicas para incentivar outras pessoas a percorrerem os trajetos que ele fez.

Após a estadia em Guarapuava, Bruno e sua bicicleta seguem amanhã (11) para Foz do Iguaçu (Foto: Arquivo pessoal)

INSPIRAÇÃO

O viajante contou que, uma de suas maiores inspirações foi Antonio Olinto, o primeiro viajante brasileiro que deu a volta ao mundo de bicicleta, em 1994.

“Além disso, sempre fui incentivado pelos meus pais, que também pedalavam e incentivavam os exercícios físicos e práticas sustentáveis”, comenta.

Em sua adolescência, Bruno teve experiência com competições profissionais de Mountain Bike, no Canadá, categoria do ciclismo que consiste em percorrer um percurso de morros e trilhas de terra.

De volta ao Brasil, continuou pedalando apenas como meio de transporte para suas funções diárias, mas sua paixão pela bicicleta o levou a trabalhar por pouco mais de um ano como entregador.

Relacionadas

Comentários