Casal se aventura em expedição no Monte Roraima

Foram 90 quilômetros de caminhada em sete dias (Foto: Edina dos Anjos)

Mochila nas costas com o suficiente para a sobrevivência, banhos de rio a uma temperatura de 5 graus e um desejo enorme de liberdade, de grandes emoções. Esse foram os itens básicos que levaram o casal Edina dos Anjos e Cristian Abt  a uma expedição de sete dias no Monte Roraima, montanha localizada na América do Sul na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana.

De acordo com Edibna, foram 90 quilômetros de caminhada num cenário que serviu de inspiração ao escritor Arthur Conan Doyle no romance escrito em 1912, “O Mundo perdido”, livro que virou o filme Jurrassik Park, do diretor Setve Spielberg. “Tem cenas gravadas na região da gran sabana, como é conhecido o Parque Nacional de Canaima no lado venezuelano.

Edina e Cristina (Foto: Edina dos Anjos)

Segundo Edina, o Monte Roraima possui acesso somente por trilhas localizadas apenas na Venezuela e a beleza do lugar é incrível. Como o próprio nome sugere. De origem indígena, Roraima significa “grande verde azulado”.

Edina e Cristian (Foto: Edina dos Anjos)

Com 2.723 metros de altitude o monte Roraima é considerado o oitavo  mais alto do Brasil e o quarto da Venezuela. “O nível de dificuldade é extremo, pois possui paredes íngremes e escorregadias e conhecido por ser um lugar místico monte possui uma energia incrível”, descreve Edina. Ela e Cristian moram no distrito de Entre Rios, em Guarapuava e integram o grupo Guarapuava Adventure.

Relacionadas

GUARAPUAVA TERRA DO TURISMO

Jornalistas do RS conhecem potencial turístico de Guarapuava

AVENTURA

Quer fugir do Carnaval? Tem quatro dias de aventura em Turvo

JOGOS DE AVENTURA E DA NATUREZA

'Trail run' é a atração deste domingo (2) em Turvo

Comentários