Como fazer compras e depósitos de forma segura na internet?

Plataformas confiáveis de comércio eletrônico tratam de sinalizar preocupação com a segurança on-line e por isso investem em certificados e sistemas

Como fazer compras e depósitos de forma segura na internet? (Foto: Reprodução/Pixabay)

O comércio eletrônico cresceu de forma constante nos últimos anos e em tempos de pandemia ele tornou-se ainda mais importante. Um levantamento do movimento Compre&Confie calculou que entre os dias 24 de fevereiro e 24 de maio o número de pedidos aumentou 82,1% em relação ao mesmo período em 2019. Esse dado impressionante faz sentido: se antes era possível comprar em lojas, supermercados, shoppings e outros comércios físicos, com a pandemia do covid-19 o acesso a esses lugares foi limitado, quando não cortado completamente.

O problema é que, ao mesmo tempo que cresceu o número de pedidos, os criminosos virtuais também aumentaram a atividade. O número de ataques virtuais teve um crescimento de 86% entre março e abril.

Por isso é preciso ter muito cuidado ao fazer uma compra em uma loja virtual ou mesmo depositar dinheiro em cassinos on-line. Por isso, plataformas como o Betfair casino bônus buscam a maior proteção possível. Ao criar uma conta, é preciso informar diversos dados e até fazer um reconhecimento de identidade, para comprovar que é você mesmo que está criando a conta e não um robô ou hacker roubando o nome, endereço e CPF.

OBSERVE OS SINAIS

Por ser uma atividade bastante comum e frequente, é normal ficar um pouco desatento ou não dar a devida importância à segurança necessária. Esse é um erro grande. Para evitar isso, plataformas confiáveis de comércio eletrônico tratam de sinalizar preocupação com a segurança on-line e por isso investem em certificados e sistemas para sinalizar aos clientes que comprar ali é seguro.

Todos os e-commerces, sites de banco e sites de apostas, entre outros, precisam contar com um certificado de segurança, que é visível de duas formas: o HTTPS na barra de endereços, em vez do HTTP, e um cadeado ao lado. Isso significa que há uma camada de segurança a mais para proteger os dados.

Também é importante observar a história da empresa. Ela tem credibilidade? Anos de mercado? Boas avaliações em sites como o Reclame Aqui? É muito mais provável sofrer um golpe em um site de uma empresa desconhecida que vende um produto suspeito que em um site de uma empresa respeitada.

TOME CUIDADO

Uma grande parte dos golpes on-line se aproveitam da desatenção e da falta de cuidado dos compradores. Por isso se você estiver alerta, a primeira camada de proteção já está a postos.

Comprar com cartões de débito ou crédito é algo normal, mas se possível, opte pelos cartões pré-pagos ou então os chamados cartões on-line. Bandeiras como Visa e Mastercard estão providenciando-os e o uso é excelente: você recebe um número e código de verificação para aquela compra e depois ele é descartado. Se os dados forem vazados, isso não importa.

A mesma coisa com cartões pré-pagos: se algo acontecer, o ladrão não pode se aproveitar do limite alto. Se for possível, deixe o cartão na gaveta e quando for fazer uma compra, carregue-o com o valor dessa aquisição.

Também pode ser uma boa ideia usar as carteiras eletrônicas. Empresas de iGaming, como a citada Betfair, aceitam essas carteiras de forma comum e aos poucos o uso é permitido em outros lugares, como aplicativos de locomoção (Uber, 99) e sites como o Submarino.

Essas carteiras, seja o PayPal, Neteller, Skrill e várias outras, possibilitam que você faça uma compra segura sem ceder dados de um cartão ou conta bancária. Essas carteiras estão ligadas à conta ou cartão e a compra será debitada por esses meios, mas a informação cedida na transação não expõe essas informações sensíveis.

A compra por boleto também é uma excelente ideia: não é preciso informar nada e o pagamento pode ser feito pelo internet banking, caixa de banco ou lotérica, sem troca de informações na plataforma de compra. Por mais confiáveis que sites e plataformas sejam, elas não estão 100% protegidas. Por exemplo, a PSN – loja online do PlayStation – teve um vazamento enorme que expôs dados de 70 milhões de usuários. A plataforma da Caixa e o auxílio emergencial também foram munição para golpistas.

Portanto é importante que todos os cuidados sejam tomados. Assim, as compras podem ser mais seguras e a consciência fica mais tranquila.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

BOAS ESCOLHAS

Athletico contraria tendência de contratar técnicos de fora e se dá bem

FAZER O BEM

Projeto Amor e atitude promove bazar beneficente

PREMIAÇÃO

Artigo da Unicentro sobre turismo é premiado em fórum internacional

Comentários