‘Cultura e Arte para Qualquer Parte’, a história de Rita Felchak nas telinhas

Um mini documentário de cinco episódios lançado pela companhia vai apresentar o entrelace entre o teatro e a vida de Rita Felchak

Cultura e Arte para Qualquer Parte, a história de Rita Felchak nas telinhas (Foto: Arquivo pessoal)

*Reportagem com vídeo

Nos últimos dias os seguidores da Felchak Produções e Arte e Manha no Facebook receberam uma notícia do grupo. De acordo com o post, em setembro deste ano vão ser lançados cinco episódios do primeiro documentário do coletivo. O teaser de Cultura e Arte para Qualquer Parte já está disponível. Assim, no vídeo, é possível entender um pouco do que vem aí.

Uma vida dedicada à cultura, à transformação, às oportunidades e ao olhar da criança. Rita Felchak conta a história de luta e de muita arte! Arte e Manha! Pessoas que passaram pelo caminho, oportunidades e momentos únicos. Caminhos que se atrelaram pra costurar outras novas histórias. Uma colcha de retalhos que ficará eternizada no coração de todos nós.

No post, o carinho dos amigos e fãs chegou em forma de felicitações nos comentários. Em um deles, Eduardo Bischof comenta a emoção. “Muito importante pra história da cidade, da arte e da cultura local. Emocionante”.

Além disso, Daiana Felchak, atriz e produtora, dirigiu o filme.

RITA FELCHAK

Em meio a dificuldades, com muita garra, força e coragem, Rita Felchak decidiu viver de arte mesmo quando isso não parecia ser possível em Guarapuava. Seguindo o pensamento de Laynne Criskel, “a arte salva a vida e nos ensina a viver”, é que o trabalho da Felchak ganhou cada vez mais espaço.

Aos poucos, o grupo se tornou conhecido e muito querido, por onde quer que passasse. A música de Aleh expressa um pouco do carinho das pessoas. É aquilo “quem não lhe conhece, quer lhe conhecer” e quem viu o trabalho, quer ver milhares de outras vezes. Afinal, a arte é a autoexpressão.

Rita e Dody, fiéis escudeiras uma da outra, estiveram juntas desde o início. Desde as aulas de arte no teatro do Colégio Belém, quando David, filho de Rita, era criança. Lá, ele acompanhava a mãe, instigado pelas apresentações do grupo. Com Daiana, também filha da artista, não poderia ser diferente.

Desse modo, com a paixão pela arte e com a valentia de um mulher guerreira, Rita motivou os guarapuavanos no quesito respeito, amor e cuidado com o teatro. Para a professora Níncia Teixeira, em um post, ela [Rita] ensinou os moradores locais o que é admirar essa forma de arte. Além disso, a professora valoriza os gestos da Felchak com os artistas locais, sempre colocados nas grandes produções da empresa.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PRETOS NO TOPO

Luta e arte ganham espaço na voz do artista Prêtô

MAQUIAGENS ARTÍSTICAS

Arte em make: Maria Crisstina ganha as redes com grandes produções

ARTE POR TODA PARTE

Olhar sobre o mundo: as obras de arte em colagens de Cristhian Lucas

Comentários