Ela é sinônimo de talento ímpar

Um dos personagens de Dody Sanman (Foto: Divulgação)

O seu talento é a principal bagagem da artista guarapuavana Dody Sanman, nome artístico que adotou após a sua viagem à Índia. Ela embarca para o Rio de Janeiro nesta quarta feira (24) para protagonizar um personagem no curta metragem Paixão por Nickit, dirigido pelo também guarapuavano Alex Tietre.

Será o primeiro trabalho de Dody Sanman na telona. Definindo-se como uma pessoa tímida, sensível e até certo ponto insegura é nos palcos que ela encontra o seu porto seguro. “Eu amo estar atuando”. Não importa se é no teatro ou na rua o que Dody Sanman quer mesmo é estar junto com o povo. “Me realizo muito mais se estou levando alegria para as pessoas que não tem acesso à arte. Amo estar fazendo um trabalho nos bairros, nas localidades do interior”.

Alex Tietre e Dody Sanman (Foto: Divulgação)

Nascida numa família humilde onde a maior riqueza é o amor à arte, a parceria, Roseli Machado, ou Dody Sanman, descobriu o seu talento quando sua irmã Rita Felchak dava aulas de teatro ainda na Casa Cultura em Guarapuava. “Ela estava ensaiando uma menina para um papel numa peça. Eu ficava olhando e dizendo pra ela o que a menina deveria fazer. Acabei ganhando o papel”. Esse foi a primeira deixa para que a arte cênica ganhasse um novo talento. De lá para cá são mais de 150 personagens, a maioria, cômicos. “Quem interpreta um drama pode fazer o papel numa comédia, mas quem faz comédia é difícil encarar um personagem dramático”. Mas Dody já enfrentou esse desafio. “Fiz a peça Esperando Godot. Eu fazia o papel principal que é mendigo, o Estragon”. Esperando Godot é um clássico contemporâneo, de Beckett, conhecida mundialmente, que se tornou um marco para o teatro.

Dody Sanman numa produção (Foto: Divulgação)

Mas o talento artístico dessa guarapuavana está presente também nos bastidores, quer seja na interpretação ou na confecção de personagens para o teatro de bonecos ou na produção de adereços e de figurinos para a Felchak Produção, companhia que envolve a sua família. Aliás, a origem artística de Dody Sanman está na Companhia de Teatro Arte e Manha, hoje com a nova denominação.

Dody Sanman e o pássaro (Foto: Divulgação)

A sensibilidade dessa artista também explode nas artes plásticas com a pintura em telas; no cuidado com os cães abandonados; no voo de uma borboleta; no amor ao próximo; no dar sem querer receber; ou no simples canto de um pássaro. Enfim, tudo o que a maioria das pessoas não é capaz de ver e de sentir com emoção, chama a atenção da jovem simples, que possui um talento sem fim.

Comentários