Empresa avança em pesquisas e está perto de criar “olho biônico”

Lente de contato conta com uma tecnologia que "transforma" os olhos dos usuários em smartphones e pretende ajudar deficientes visuais

(Foto: Divulgação/MojoLens)

É, não tem pra nenhuma outra… A palavra que resume este jovem século é tecnologia. O tempo parece estar passando diferente! Se, por um lado, nossos pais e avós assistiram os avanços analógicos em passos lentos, do lado de cá, as novas gerações parecem já não conseguir acompanhar o passo-a-passo dessa evolução, que segue na velocidade da luz.

A notícia de uma lente de contato que promete “configurar” a tecnologia de um smartphone em olhos humanos nos faz sentir coadjuvantes de um roteiro de Steven Spielberg.

Tecnologia da Mojo Lens foi aprovada recentemente pela FDA – Food and Drug Administration, órgão do governo dos Estados Unidos que controla medicamentos e alimentos (Foto: Divulgação/MojoLens)

A Mojo Vision, uma startup do Vale do Silício, avança nas pesquisas para desenvolvimento de uma lente de contato inteligente. A tecnologia da Mojo Lens acaba de ser aprovada pela FDA – Food and Drug Administration, órgão estadunidense que controla medicamentos e alimentos nos EUA. Se atingido o objetivo, as peças mostrarão informações úteis diretamente nos olhos das pessoas. Drew Perkins, CEO da startup, resume sua função:

A Mojo tem uma visão para a computação invisível, na qual você tem as informações que deseja quando precisa e não é bombardeado ou distraído pelos dados quando não deseja.

De acordo com o Tecmundo, mais de US$ 100 milhões já foram arrecadados para o desenvolvimento das lentes de realidade aumentada, mas a primeira versão não deve ficar pronta em menos de 2 anos. Além disso, a empresa não deu uma previsão de custo final para o produto.

A lente de contato exibe interações que aparecem flutuando no campo de visão projetando uma tela digital LED na retina (Foto: Divulgação/MojoLens)

O site ainda explica que as lentes seriam do tipo rígidas, com uma região bulbosa na qual ficaria uma tela com resolução de 14.000 ppi. Para efeitos de comparação, as telas dos smartphones com resolução mais alta no mercado têm pouco mais de 500 ppi. As lentes ainda teriam sensor de imagem, sinal de rádio e sensor de movimento para ajudar a estabilizar as imagens.

Auxílio pra deficientes visuais

Esse futuro “olho biônico” poderia  ajudar muitas pessoas, sobretudo indivíduos com baixa visão, pois o recurso de melhoria de imagem e o zoom poderiam ajudá-los a enxergar melhor. De acordo com a startup, elas podem ajudar pessoas com degeneração macular ou retinite pigmentosa, aumentando a capacidade visual e ajudando na mobilidade, leitura e outras funções.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Empresário cria bicicleta ecológica para presentear a filha e invenção vira negócio

TECH

Dados digitais poderão ser armazenados em DNA

TECH

Dicionário Aurélio agora no seu celular!

Comentários