Entre Rios: os preparativos para a tradicional Festa da Árvore de Maio

Em 1º de maio, o evento inicia às 10h30, na Colônia Vitória

A simbologia carregada pela Festa da Árvore de Maio já está preparando a atmosfera para a realização do evento no próximo 1º de maio, na Colônia Vitória, distrito de Entre Rios, em Guarapuava.

A reunião das famílias, de crianças com as roupas típicas e a celebração da cultura alemã e suábia já tem hora e local marcado para a festividade de 2018. A Praça Nova Pátria, receberá, a partir das 10h30, as atrações tradicionais e ansiadas por toda a comunidade, para a comemoração da Festa da Árvore de Maio.

Na programação, destaca-se a colocação de um mastro de madeira enfeitado com guirlandas de ramos verdes adornadas de fitas, garrafas e flores. Esta é a ação que dá nome a confraternização, simbolizando o início da primavera no Hemisfério Norte e uma ação de graças pela última safra, no Hemisfério Sul.

Ao longo de todo o feriado de 1º de maio, apresentações típicas dos grupos infantis, juvenis, adultos e de seniores da Fundação Cultural Suábio-Brasileira resgatam e reforçam o cunho tradicional do evento.

A tradicional Maibaumfest terá apresentações culturais e artísticas, na Colônia, distrito de Entre Rios, em Guarapuava (Foto: Ascom/Agrária)

Entre as novidades desse ano está o grupo de danças de Rolândia, que também trará apresentações típicasNo aspecto gastronômico, a festa também reforçará a marca da cultura local, a partir da oferta do tradicional Schnitzel com salada de batatas, linguiça Knacker com chucrute, além de bolos e salgados diversos.

Para garantir a realização do evento, independente das condições climáticas do feriado, serão montadas tendas no local da celebração festiva.

No distrito de Guarapuava, as famílias suábias mantinham a tradição com a instalação da árvore, na última noite de abril, em praças das colônias. No entanto, desde 2010, a Fundação Cultural Suábio-Brasileira, apoiada pela Agrária, incluiu a festa típica no calendário da comunidade. A intenção da Fundação Cultural foi transformar a tradição num evento festivo.

Relacionadas

CULTURA E ARTE

Felchak vai abrir inscrições para quem deseja fazer arte

LAZER

MON terá oficina de construção de brinquedos neste domingo

CULTURA PARANAENSE

Férias no Museu Paranaense valorizam povos originários do Paraná

Comentários