Exposição de arte emociona e incentiva crianças em Guarapuava

Através do autoconhecimento a professora Rozana auxilia os alunos, por meio da arte, a expressar seus sentimentos e inquietações

Crianças que expuseram nesta semana em Guarapuava posam com a professora Rozana (Foto: Larissa Ortiz/RSN)

A arte está presente na vida de qualquer pessoa desde o seu primeiro abrir de olhos. Aprender a desenhar, a ilustrar ou até mesmo a cantar uma canção faz parte de um universo artístico que ultrapassa o alcance dos olhos.

Assim, a professora Rozana Rosoha Ortiz, atua disseminando seu conhecimento há mais de 25 anos em Guarapuava. Em suas aulas a professora busca entender em qual universo o aluno se encaixa.

“Eu tento entender a essência do aluno, eu busco através da arte ajudar as crianças a entenderem seu lugar no mundo e como expressar e exteriorizar seus sentimentos pela arte”.

Maria Clara tem oito anos e foi uma das artistas da exposição (Foto: Larissa Ortiz/RSN)

Para incentivar a produção artística além de aguçar a criatividade dos alunos, a professora organizou uma exposição no hall de entrada do campus Santa Cruz da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). Assim, durante três dias quatro alunos da escola de arte Casa do Artista da professora Rozana, puderam mostrar seus trabalhos.

Isabela se disse contente em receber os pais e amigos para prestigiar seu trabalho (Foto: Larissa Ortiz/RSN)

Ana Júlia Cabreira Fabiane, Maria Clara Luhm K. Milazzo e Isabela Vitória Regiani têm oito anos e apresentaram obras sob a técnica de óleo sobre tela. As meninas, de tão pouca idade, mantém uma amizade de alguns anos. Assim desenvolvem diversas atividades juntas, porém, mesmo com a convivência diária ainda tem percepções diferentes sobre o mundo e a arte.

Ana Júlia concorda que a arte ajuda em seu desenvolvimento (Foto: Larissa Ortiz/RSN)

Já Luiz Arthur Turco Marconato apresentou a técnica de ilustração de histórias em quadrinhos cujo roteiro e ilustração saiu diretamente da imaginação do pequeno artista. Sob o título de “O zoológico maluco” a obra debate a influência dos celulares na rotina das brincadeiras das crianças.

UM PINGUINHO DE TINTA

A exposição “Um Pinguinho de Tinta” recebeu pais e amigos dos pequenos artistas. Depois de um discurso da professora Rozana, houve um coquetel, e uma noite de autógrafos do pequeno Luiz Arthur.

Luiz Arthur levou para o papel sua inquietação sobre a influência da tecnologia nas brincadeiras infantis (Foto: Larissa Ortiz/RSN)

Luiz Arthur apresentou impressa sua obra de arte. Assim, com uma imaginação incrível e muita energia colocou no papel uma de suas inquietações. Usando animais de um zoológico ele questiona a influencia dos celulares nas brincadeiras.

Ele deu autógrafos após a apresentação da obra (Foto: Larissa Ortiz/RSN)

“Na minha história, eu quero mostrar que é bom brincar, que não é apenas o celular que é legal, e eu acho que eu consegui passar a minha ideia”.

REPERCUSSÃO

A professora Rozana comparou a vida com a arte e em poucas palavras demonstrou a impossibilidade de uma existir sem a outra.

Desde cedo somos obrigados a desenhar a história da nossa vida, por isso eu considero que todos somos artistas, como pais, filhos, profissionais, como partes da sociedade em si. Por fim, aonde vamos temos que viver, produzir e disseminar através da arte.

Já as meninas descreveram a exposição como um momento especial. Além disso, concordaram com a importância da arte como uma forma de terapia e contribuição para o entendimento sobre seus sentimentos.

“É muito legal, porque a professora Rozana nos deixa livre para pintarmos o que temos vontade, ela nos ajuda quando temos dificuldade. Por isso, é importante que possamos mostrar nosso trabalho pronto para todos que amamos” declarou Maria Clara.

A professora Rozana atua em Guarapuava há 25 anos (Foto: Larissa Ortiz/RSN)

Para finalizar, a professora Rozana declarou que se sente emocionada com os resultados.

Quando eu percebo que eles receberam o recado, que buscaram dentro de si as coisas que incomodam, ou dúvidas, inquietações e conseguiram expor em forma de arte, eu tenho certeza de que eu estou fazendo meu trabalho de forma correta.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

DANÇA

Bailarinos de Guarapuava participam de festival on-line

BOA NOTÍCIA

Acompanhe as oficinas artísticas do MON no Youtube

TIN-TIN

London Pub comemora 10 anos e traz o imperdível Supla para a celebração

Comentários