Fichas na mesa: Larissa Hauagge celebra sucesso no poker

O que começou como recreação se tornou um dos amores de Larissa Hauagge. Hoje, a guarapuavana joga profissionalmente e já conquistou prêmios

O que começou como recreação se tornou um dos amores de Larissa Hauagge (Foto: Divulgação)

Quando se fala em bala no poker, quer dizer que o jogador deve ter coragem, jogar as fichas sem medo e mostrar a personalidade no jogo. Além disso, as pessoas se conhecem pelos nicks, ou seja, um nickname (apelido) pelo qual se torna popular.

A Lari Bala, como é conhecida Larissa Hauagge entre os amigos e os adversários, é uma guarapuavana jogadora de poker e, como o nick fala por si só, jogadora corajosa que está voando alto no auge dos 34 anos. Larissa começou a jogar poker profissionalmente há cerca de dois anos e desde então está disputando os maiores torneios dentro e fora do Brasil.

Gosto muito do que faço, o poker é apaixonante. Tenho duas paixões que são a arquitetura e o jogo, as levo de maneira saudável e com carinho.

A história começou quando estava com 17 anos, quase completando os 18 anos. Na época, se reunia com os amigos da faculdade. Entre churrascos e confraternizações, o poker era a aposta garantida da noite.

Assim, entre as brincadeiras, Larissa resolveu começar a jogar on-line para aprender ainda mais, o resultado não poderia ser outro: ficou apaixonada. “Foi uma grande atração, é para todos que jogam, acabamos encantados por esse esporte inteligente e complexo que você estuda cada vez mais”.

A jogadora é uma das representantes da marca de cassinos Enjoy de Punta del Este do Uruguai (Foto: Divulgação)

AS JOGADAS

As primeiras jogadas eram esporádicas, mas dois anos atrás, Larissa decidiu passar algum tempo nos Estados Unidos. Cidade vai, volta, passeio daqui e dali até que acabou em Las Vegas e decidiu jogar por lá. O nível de conhecimento esportivo e técnico era baixo, por isso o sucesso não veio. Mas, isso foi o suficiente para despertar o interesse em melhorar e evoluir.

Em Vegas eu conheci o mundial de poker, WSOP, o maior do mundo com milhares de profissionais. Certo dia, acabei ficando no mesmo apartamento que um deles e conheci a rotina de um jogador e me encantei. Voltei para o brasil com a ideia na cabeça.

ENTRE TORNEIOS

O poker é o jogo mais popular do mundo, podendo ser jogado em torneios de diferentes durações (há aqueles que duram duas horas ou até mesmo cinco dias). A jogadora já esteve em diversos e conta com dois troféus de vice-campeã pelo High Roller. Além disso, já esteve em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará, Argentina, Paraguai, Uruguai, Panamá, Estados Unidos e Madri.

Quando questionamos Larissa sobre as dificuldades, ela alertou que existem duas concepções: o jogo em si é mais fácil de aprender quando o desejo é se divertir e contar com a sorte, vibrar, se sentir animado e feliz. Assim, as regras não são tão complexas.

Mas, quando o desejo é jogar para obter lucro, isso se torna um trabalho e tudo deve ser feito de maneira diferente. Não é possível contar apenas com a sorte, é necessário jogar a favor da probabilidade.

Para aqueles que desejam aprender sem sair de casa, existem as plataformas on-line que são um bom começo e também pode ajudar a perceber se você prefere jogar on ou off.

Acompanhe no Instagram.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CUIDANDO DO SORRISO

Oral Sin: cuidando de um dos bens mais preciosos, o sorriso

FITNESS

XBody a novidade que está fazendo sucesso no mercado fitness

COMEMORAÇÃO

Dia das mães chegando e não decidi o presente. O que escolho agora?

Comentários