Filme de Gil Baroni é selecionado para Festival de Cinema de Berlim

Essa é a primeira vez que um longa-metragem paranaense é selecionado para uma premiação desta magnitude. Gil Baroni é guarapuavano

*Reportagem com vídeo

Anne Celestino e dois outros atores (Foto: Divulgação)

Após uma temporada de premiações nos principais festivais de cinema brasileiros, o longa “Alice Júnior”, do guarapuavano Gil Baroni, é um dos selecionados para a mostra Generation do Festival de Cinema de Berlim. O Festival é um dos três maiores do mundo ao lado de Cannes e Veneza.

Conforme a direção, o longa é uma comédia romântica que conta a história de Alice (Anne Celestino), uma adolescente trans que é vloger. De acordo com a sinopse, a trama trata sobre o primeiro beijo da adolescente. Porém, entre tantos primeiros beijos do cinema, na trama de Gil Baroni a protagonista desse momento que é sempre tão singelo e ao mesmo tempo tão forte, é uma adolescente transgênero.

Assim, Alice, vivida no filme pela trans Anne Celestino, tem o YouTube como um espaço essencial de sua vida. Por isso, o próprio longa-metragem do diretor guarapuavano tem um pouco a cara de um vídeo de YouTube.

MELHOR ATRIZ

De acordo a divulgação do longa, a atuação rendeu A Anne Celestino o Prêmio de Melhor Atriz na Mostra Competitiva do 52º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Cartaz do filme (Imagem: Divulgação)

De acordo com  o ator Gustavo Piaskoski, o Centro Europeu, uma das principais escolas de profissões da América Latina, foi parceira do projeto. Assim, cedeu espaços para seleção dos atores, ensaios e hospedagem do elenco, além de ter três alunos formados pelo Curso de Cinema da instituição participando diretamente da produção.

Entre eles a maquiadora Andréa Tristão, o técnico em efeitos visuais Nyck Maftum, e do ator Gustavo Piaskoski. Todavia, neste ano ele assume a supervisão técnica do curso após passagens por “I Love Paraisópolis”. Também na primeira fase de “A Dona do Pedaço”, ambas novelas do horário nobre da Rede Globo.

Conforme o ator, a  seleção do filme paranaense quebra um estigma e mostra que a produção audiovisual brasileira vai além do eixo Rio-São Paulo.Conforme Piaskoski, o estado possui grandes produtoras, diretores, atores e atrizes e acende uma luz sobre a produção de cinema no Paraná.

EM BERLIM

“Alice Júnior” terá quatro exibições no Festival de Cinema de Berlim, o que marca sua première internacional, entre os dias 20 de fevereiro e 1º de março. Além da mostra, o festival é marcado pela presença de distribuidoras internacionais de cinema e ‘streaming’. Já No Brasil, a estreia prevista está marcada para 4 de junho de 2020.

Imagem: Divulgação

SINOPSE

De acordo com a sinopse, Alice (Anne Celestino) é uma adolescente trans cheia de carisma que investe seu tempo fazendo vídeos para o Youtube.Porém,  um dia, seu pai Jean (Emmanuel Rosset) é transferido pela sua empresa no Recife para Araucárias do Sul, uma cidade fictícia. Portanto, eles precisam se mudar. Assim, na nova escola, Alice enfrenta preconceitos ao se deparar com uma sociedade mais retrógrada do que estava acostumada. Porém, o desejo da menina é dar seu primeiro beijo mas, antes de tudo, quer o direito de ser quem ela é.

TRAILER – veja no vídeo abaixo:

 

PREMIAÇÕES

O longa metragem de Gil Baroni já possui uma coleção de prêmios:
Felix na categoria Melhor Longa Brasileiro; e Melhor filme por Júri Popular da Mostra Geração do Festival de Cinema do Rio;
Melhor Atriz (Anne Mota), Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Thaís Schier), Prêmio de Melhor Montagem, e – Prêmio de Melhor Trilha Sonora na Mostra Competitiva do 52º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (Brasil, 2019);
Prêmio do Público de Melhor Longa-metragem Nacional, Prêmio do Júri de Melhor Interpretação (Anne Mota), e
Menção Honrosa do Júri na Mostra Competitiva do 27º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade (Brasil, 2019);

SELEÇÕES

26º Festival de Cinema de Vitória (Brasil, 2019) – Mostra Competitiva
43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (Brasil, 2019) – Mostra Brasil
14º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões (Brasil, 2019) – Mostra Não Competitiva
Mostra Acessível do 13º For Rainbow — Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual e de Gênero (Brasil, 2019);
10ª Mostra Audiovisual de Petrópolis (Brasil, 2019);

FESTIVAIS

Festival do Rio — Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro (Brasil, 2019);
21º Festival Kinoarte de Cinema (Brasil, 2019);
Escolhido pelo curador Agustín Masaedo, do BAFICI, para participar do programa “Encontros com o Cinema Brasileiro” (2019).

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

DANÇA

Bailarinos de Guarapuava participam de festival on-line

BOA NOTÍCIA

Acompanhe as oficinas artísticas do MON no Youtube

TIN-TIN

London Pub comemora 10 anos e traz o imperdível Supla para a celebração

Comentários