O sentimento de David Tavares traduzido em música

Ele é guarapuavano, mas mora na Espanha há muitos anos. E é justamente a saudade da terra natal e do seu país que inspirou o violonista David Tavares a protagonizar o seu quarto disco. Alone Again traz músicas que marcaram a infância e a adolescência do músico, hoje um dos maiores expoentes do ritmo flamenco.

Fascinante e intimista o trabalho é um exercício melódico de introspecção pessoal. Acompanhado apenas pelo seu violão, David Tavares  imprime o inconfundível selo do sonoro flamenco, mesclando com o toque dos clássicos da música brasileira e internacional. São canções que remetem aos embalos dos anos 60, 70 e 80.

De “Careless Whisper” de George Michael a “September” de Earth, Wind & Fire, passando por “If You Leave Me Now” de Chicago, “Something” de The Beatles, “Goodbye Yellow Brick Road” de Elton John, em 11 versões delicadamente minimalistas, cheias de  sentimento e melancolia, que descrevem um roteiro sentimental, culminado  com a versão de “La Paloma” , uma canção escrita pelo maestro Sebastián Iradier  no Século XIX.

Portanto, muito mais do que ouvir, Alone Again é um disco para desfrutar.

Relacionadas

Comentários