Sonho de fotógrafa vira exposição no Teatro Municipal em Guarapuava

Cliques de Brunna Borges mostram duas bailarinas em locais abandonados de Guarapuava. Exposição será hoje (1) e amanhã (2)

(Imagem: Divulgação)

Neta de fotógrafo, a jovem Brunna Borges, 26 anos, até pouco tempo experimentava a magia da fotografia em frente às câmeras, como modelo. Porém, a arte de fotografar herdade do avô que tinha estúdio em Foz do Iguaçu, falou mais alto e há quatro anos ela assumiu a profissão.

(Foto: Nádia Moccelin/RSN)

Já morando em Guarapuava, um sonho, literalmente, em preto e branco, gerou o projeto “Na ponta dos pés, refúgio da alma”.

“Eu sonhei com bailarinas dançando em ruínas que ao mesmo tempo em que estavam felizes, estavam chorando. Quando acordei do sonho, sem entender muito bem, porque não tinha conhecimento algum sobre a dança, fui pesquisar documentários e percebi que dançar exige muito das bailarinas”.

A pressão observada por Brunna a levou a procurar bailarinas de Guarapuava para o que se tornaria um dos ensaios mais importantes da sua carreira, até agora. “Conversei com muitas e duas me chamaram a atenção: a Erica e a Beatriz que toparam fazer o projeto comigo”.

Foram três meses de ensaios fotográficos, em lugares abandonados, com registros em preto e branco.

As imagens serão mostradas neste sábado (1) e domingo (2) numa exposição do Teatro Municipal de Guarapuava, a partir das 18h30. A exposição conta com o apoio da Casa da Cultura, Prefeitura e mandato do vereador Márcio Carneiro.

Relacionadas

CULTURA

Guarapuavana coleciona presépios de várias partes do mundo

VIAGEM

Aventureiro que fará percurso de bicicleta pela América do Sul faz parada em Guarapuava

Comentários