Tanabata, a lenda japonesa, ganha adeptos em Guarapuava

Vivência sobre o Festival das Estrelas será neste sábado (14), no Johrei Center

Um festival que acontece anualmente no Japão ganha espaço em Guarapuava. A vivência Tanabata – Festival das Estrelas, acontecerá neste sábado (14), às 17h, no Johrei Center. A contribuição é de R$ 20 e o participante ganha o vaso e as flores. A vivência é de 20 minutos.

A tradição japonesa celebrada desde o século 9, virou hábito também no Brasil, a partir da década 70, principalmente, no bairro Liberdade, em São Paulo, local que concentra imigrantes japoneses. Trata-se de pedidos que são feitos à princesa Orihime e a Kengyu, personagens de uma lenda criada há mais de dois mil anos na China.

Orihime, a “Princesa Tecelã”, era filha de Tentei, o Senhor Celestial. Ela e Kengyu, um pastor de gado, se apaixonaram perdidamente e queriam viver plenamente esse amor, deixando suas tarefas diárias de lado.Tentei os separou, fazendo com que eles morassem em lados opostos da Via Láctea.

Ilustração de Orihime e Kengyu (Imagem/Reprodução: nikkeivalparaiso)

A tristeza pela separação abalou Orihime e seu pai decidiu permitir que o casal se encontrasse uma vez por ano, no sétimo dia do sétimo mês no calendário lunar. Mas com uma condição: eles teriam que atender a todos os pedidos feitos pelas pessoas na Terra. Eis a origem dos “tanzaku, pedidos escritos em papel”que são queimados para que sua fumaça chegue até as estrelas.

Na mitologia japonesa, Orihime é a estrela Vega, e Kengyu é a Altair. As duas ficam em lados opostos da nossa galáxia e só podem ser vistas ao mesmo tempo no céu durante um período bem breve do ano, originando o Festival das Estrelas.

Relacionadas

MÚSICA

Bruna Thimoteo lança o single 'A benção da travessia'

IMAGEM

Matysiak concorre ao 'Oscar da Fotografia' com foto polêmica

DANÇA

Bailarinos de Guarapuava participam de festival on-line

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com