Tanabata, a lenda japonesa, ganha adeptos em Guarapuava

Vivência sobre o Festival das Estrelas será neste sábado (14), no Johrei Center

Um festival que acontece anualmente no Japão ganha espaço em Guarapuava. A vivência Tanabata – Festival das Estrelas, acontecerá neste sábado (14), às 17h, no Johrei Center. A contribuição é de R$ 20 e o participante ganha o vaso e as flores. A vivência é de 20 minutos.

A tradição japonesa celebrada desde o século 9, virou hábito também no Brasil, a partir da década 70, principalmente, no bairro Liberdade, em São Paulo, local que concentra imigrantes japoneses. Trata-se de pedidos que são feitos à princesa Orihime e a Kengyu, personagens de uma lenda criada há mais de dois mil anos na China.

Orihime, a “Princesa Tecelã”, era filha de Tentei, o Senhor Celestial. Ela e Kengyu, um pastor de gado, se apaixonaram perdidamente e queriam viver plenamente esse amor, deixando suas tarefas diárias de lado.Tentei os separou, fazendo com que eles morassem em lados opostos da Via Láctea.

Ilustração de Orihime e Kengyu (Imagem/Reprodução: nikkeivalparaiso)

A tristeza pela separação abalou Orihime e seu pai decidiu permitir que o casal se encontrasse uma vez por ano, no sétimo dia do sétimo mês no calendário lunar. Mas com uma condição: eles teriam que atender a todos os pedidos feitos pelas pessoas na Terra. Eis a origem dos “tanzaku, pedidos escritos em papel”que são queimados para que sua fumaça chegue até as estrelas.

Na mitologia japonesa, Orihime é a estrela Vega, e Kengyu é a Altair. As duas ficam em lados opostos da nossa galáxia e só podem ser vistas ao mesmo tempo no céu durante um período bem breve do ano, originando o Festival das Estrelas.

Relacionadas

CULTURA E ARTE

Felchak vai abrir inscrições para quem deseja fazer arte

LAZER

MON terá oficina de construção de brinquedos neste domingo

CULTURA PARANAENSE

Férias no Museu Paranaense valorizam povos originários do Paraná

Comentários