Unicentro produz vídeos sobre a covid-19 para pessoas com deficiência

Os materiais educativos dão instruções de prevenção e são conduzidos pelos atores Caroline Stempinhak e Luciano Vassão Szkura

Unicentro produz vídeos sobre a covid-19 para pessoas com deficiência (Foto: Coorc/Unicentro)

O Departamento de Fisioterapia da Unicentro tem pensado em meios de manter toda a população informada com conteúdos relacionados à covid-19. Dessa maneira, a Divisão de Inclusão e Acessibilidade da Unicentro, em parceria com o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 8ª Região do Paraná (Crefito 8), produziu vídeos educativos sobre temas relacionados à pandemia voltados para pessoas com deficiência.

De acordo com a conselheira do Crefito, a professora do Departamento de Fisioterapia da Unicentro, Sibele de Andrade Melo Knaut, a demanda foi levada para a universidade. Assim, solicitando auxílio na produção de um material que informasse sobre a covid-19, da melhor forma possível, para as pessoas com algum tipo de deficiência. “Nós recebemos no Crefito uma solicitação das associações de deficientes do estado e, por conta dessa solicitação, a gente percebeu que realmente precisaria modificar muitos dos materiais que nós produzimos  para que fossem acessíveis a um grande público que nós atendemos”.

PRODUÇÃO

De acordo com as informações, todos os vídeos são produzidos com a interpretação simultânea de Libras. A intérprete Gislaine Stopassoli foi a responsável pelo processo. Para ela, a veiculação do conteúdo direcionado é de grande importância para a comunidade surda.

É muito importante os surdos terem essa acessibilidade em Libras, porque as vezes só o visual não é o suficiente para eles entenderem, porque a Libras é uma língua visual-espacial, então ela precisa desses dois complementos para eles ficarem bem, vamos dizer assim, nítido, claro para eles entenderem.

As produções foram coordenadas pela professora Adriane Meyer Vassão, que é chefe da Divisão de Inclusão e Acessibilidade do Campus Irati da Unicentro. Segundo Adriane, os vídeos contém linguagem simples e as informações são conduzidas de forma lúdica, tornando o material interessante também aos olhos de crianças e adolescentes.

O FORMATO

Os vídeos dão instruções de prevenção e são conduzidos pelos atores Caroline Stempinhak e Luciano Vassão Szkura. Eles interpretam os personagens Emília e Pedrinho, do Sítio do Pica-pau Amarelo. Sendo assim, trazem informações gerais sobre a prevenção ao coronavírus.

De acordo com a professora Adriane, os vídeos produzidos pela Unicentro abordam diversos cuidados específicos que as pessoas com deficiência precisam ter durante a pandemia. “Foram cinco vídeos gravados, com informações sobre higiene pessoal, higiene do ambiente doméstico, cuidados com próteses, com materiais especiais, entre outras coisas”.

Em um dos vídeos, Emília e Pedrinho dão instruções sobre os cuidados com materiais escolares que deverão ser feitos quando as aulas presenciais retornarem. Em outro, os personagens falam sobre sentimentos que podem surgir durante esse momento atípico e como lidar com eles.

Os vídeos estão sendo postados pouco a pouco no Instagram e no canal do YouTube da Crefito 8. Pela universidade, os vídeos podem ser acessados no canal do Núcleo de Educação a Distância da Unicentro.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PREMIAÇÃO

Artigo da Unicentro sobre turismo é premiado em fórum internacional

É DIREITO!

População LGBTI+ tem acesso a serviços socioassistenciais

TORNANDO SONHOS REAIS

O sonho de Márcio pode se tornar real, ajude participando da Vakinha on

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com